Seculo

 

Sessão nostalgia


05/12/2017 às 00:56
Em meio a tanta “sofrência” (ridículo isso), a pagodes melosos, “sertanejo japonês” (porque tudo é muito parecido), também do funk americano e outras tendências suspeitas, em termos musicais, as músicas do passado vingaram e seguem se dando bem.
 
Vamos citar aqui as provas do que dissemos. A cada edição do Rock in Rio, bandas e interpretes do passado, cantando seus sucessos, fazem a cabeça de milhares de jovens. Mas por quê? Quando em um programa de televisão, como The Voice, seus “calouros” cantam somente músicas do passado e encantam toda uma audiência, até os “novos” jurados. Por quê?
 
Se a maioria dos filmes atuais explora músicas do passado em sua trilha sonora, as novelas também, e todos se emocionam com isso. Por quê? Porque quando uma rádio só tocando músicas do passado desperta uma nova audiência. Por que?
 
A resposta está no bom gosto de quem ouve. Até dos jovens, que precisam apenas que tenham a oportunidade de saber que músicas boas existem em meio a tanta porcaria de hoje em dia. O jovem sabe apreciar o que é bom, é só mostrá-los.
 
Além do mais, as músicas do passado falam mais ao coração e a alma de qualquer ser humano.
 
PARABÓLICAS
 
O mundo dá muitas voltas. Quem diria que um dia Saul Josias iria fazer o Ronda ao lado de Jorge Groppo.
 
Hideraldo Gomes largou o futebol (cartola do RB), desistiu da sua radioweb, e agora virou agricultor nas montanhas capixabas.
 
O site da RádioDiocesana de Cachoeiro é muito atualizado (informações). Falo isso porque muitos têm sites, mas sempre desatualizados.
 
Miguel Roldan colocando sua rádio Cidade (Nova Venécia) nos moldes de como tem de ser uma rádio. Vai ser referência breve.
 
MENSAGEM FINAL
 
Pode ser que um dia não mais existamos. Mas, se ainda sobrar amizade, nasceremos de novo um para o outro. Albert Einstein

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesa aberta

Sergio Majeski não deve definir, agora, seu destino partidário. Mas já tem duas certezas: não fica no PSDB, nem aceita compor numa vice em chapa majoritária

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Com festa no Palácio Anchieta, governador sanciona lei de socorro aos municípios

Militares do Estado contestam governo Hartung em ADI protocolada no Supremo

Os pequenos se movem

Vereador de Vitória aponta manobra para reduzir R$ 12 milhões da Educação em 2018

Greve vai parar ônibus da Grande Vitória na terça-feira, anuncia sindicato