Seculo

 

Sérgio Aboudib toma posse para mais dois anos à frente do TCE


05/12/2017 às 14:50
O conselheiro Sérgio Aboudib tomou posse, nesta terça-feira (5), para mais dois anos à frente da presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE) no biênio 2018-2019. O presidente reeleito fez uma prestação de contas da sua gestão e destacou a especialização da área técnica da Corte. Ele destacou a importância da criação de novas ferramentas de controle e a instituição de metas para julgamentos. A solenidade teve a participação de autoridades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário capixaba.

Em seu discurso, Aboudib agradeceu o apoio dos conselheiros, servidores e membros do Ministério Público de Contas (MPC) durante o biênio 2016-2017. “O Estado Brasileiro tem que provar a necessidade de sua existência enquanto instituição pública. Nesse sentido, a construção de ferramentas como o Painel de Controle [que divulga mensalmente os indicadores sobre as finanças públicas] e o sistema CidadES [que reúne informações detalhadas sobre a realidade fiscal dos municípios] nos comprova que estamos no caminho certo”, afirmou.

Ao final do discurso, o presidente reeleito disse que vai continuar atuando como a promessa de “atrapalhar o menos possível”: “É preciso se reinventar e se aproximar mais dos anseios da sociedade. Precisamos ser úteis, principalmente para nossos irmãos mais humildes, que usam os serviços públicos como única alternativa. O Tribunal vai trilhar esse caminho, que não tem volta: transparência, sustentabilidade e foco em resultados”, arrematou.

Também foram empossados os demais integrantes do novo corpo diretivo do TCE: conselheiros Domingos Augusto Taufner, vice-presidente; Sebastião Carlos Ranna, ouvidor; e Rodrigo Chamou, reconduzido para a Corregedoria. Eles entram em exercício dos cargos a partir de 1º de janeiro de 2018.

A sessão especial teve as presenças do governador Paulo Hartung (PMDB) e do vice-governador César Colnago (PSDB); do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (PMDB); do presidente do TJES desembargador, Annibal de Rezende Lima; do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) e futuro presidente do TJES, desembargador Sérgio Luiz Teixeira da Gama; do prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS); além de deputados, prefeitos, vereadores e secretários de Estado.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Até tu?

A situação está tão difícil, que PH almejou fazer uma dobradinha com os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço

OPINIÃO
Editorial
Quem paga a conta senta na cabeceira?
O financiamento pela Arcelor de uma pesquisa da Ufes de R$ 2 milhões acende o alerta sobre a autonomia universitária e a transparência nos acordos entre academia e capital privado
Piero Ruschi
Visita à coleção zoológica de Augusto Ruschi
Visitei a coleção zoológica criada por meu pai e seu túmulo na Estação Biológica. Por um lado, bom, por outro, angústia
JR Mignone
Uma análise
Algumas emissoras, aquelas que detêm alguma ou boa audiência, dedicam-se pouco à situação do país
Geraldo Hasse
Refém do Mercado
O País está preso ao neoliberalismo do tucano Pedro Parente, presidente da BR
Roberto Junquilho
A montagem da cena
Em baixa junto aos prefeitos da Grande Vitória, Hartung dispara para o interior do Estado
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Candidatura de Lula à Presidência será lançada neste domingo em Vitória e Serra

Servidores do Ibama e ICMBio no Estado protestam contra loteamento político do órgão

Quem paga a conta senta na cabeceira?

A montagem da cena

Defensoria Pública apura responsabilidades em mortes de bebês na UTI do Hospital Infantil de Vila Velha