Seculo

 

Câmara de Linhares quer saber como secretários vão aplicar os recursos do orçamento


06/12/2017 às 10:26

As incompatibilidades entre o Executivo e o Legislativo em Linhares continuam criando situações inusitadas no município. Nessa segunda-feira (4), atendendo  solicitação do presidente da Comissão de Finanças da Casa, Jean Menezes, o plenário da Câmara aprovou a convocação de cinco secretários municipais para uma audiência do colegiado. Eles terão que explicar aos vereadores os gastos previstos no orçamento para suas repectivas pastas.

A audiência acontece nesta quarta e quinta-feira (6). Devem comparecer ao legislativo os secretários de Educação, Maria Olímpia Dalvi; de Saúde, Valdir Massucati; de Obras e Limpeza Urbana, Cleber Bianchi e de Assistência Social, Amantino Paiva, além do diretor do Instituto Municipal da Previdência dos Servidores, Marcio Machado.

Os secretários foram escolhidos porque estão à frente de pastas com as maiores fatias do Orçamento 2018. Os vereadores querem ampliar o debate para que os gestores expliquem como serão aplicados os recursos em cada uma das secretarias.

Na segunda-feira (11), às 18h30 será votado pelos vereadores o orçamento e eventuais emendas apresentadas pelos vereadores para exercício 2018, o valor previsto de orçamento enviado pelo Executivo é de aproximadamente R$ 530 milhões.

A convocação dos secretários chama atenção pelo ineditismo e pelo histórico recente de rusgas entre o Legislativo e o Executivo linharense. No início de novembro, o plenário da Câmara derrubou quatro vetos do prefeito Guerino Zanon (PMDB), uma situação também inusitada, para quem abrigou em seu palanque a maioria dos vereadores atuais.

A falta de acomodação dos vereadores estaria causando uma situação interessante no município de enfrentamento ao peemedebista e, em casos como o debate do orçamento ampliam a discussão política e administrativa no município.









 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Até tu?

A situação está tão difícil, que PH almejou fazer uma dobradinha com os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço

OPINIÃO
Editorial
Quem paga a conta senta na cabeceira?
O financiamento pela Arcelor de uma pesquisa da Ufes de R$ 2 milhões acende o alerta sobre a autonomia universitária e a transparência nos acordos entre academia e capital privado
Piero Ruschi
Visita à coleção zoológica de Augusto Ruschi
Visitei a coleção zoológica criada por meu pai e seu túmulo na Estação Biológica. Por um lado, bom, por outro, angústia
JR Mignone
Uma análise
Algumas emissoras, aquelas que detêm alguma ou boa audiência, dedicam-se pouco à situação do país
Geraldo Hasse
Refém do Mercado
O País está preso ao neoliberalismo do tucano Pedro Parente, presidente da BR
Roberto Junquilho
A montagem da cena
Em baixa junto aos prefeitos da Grande Vitória, Hartung dispara para o interior do Estado
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Candidatura de Lula à Presidência será lançada neste domingo em Vitória e Serra

Servidores do Ibama e ICMBio no Estado protestam contra loteamento político do órgão

Quem paga a conta senta na cabeceira?

A montagem da cena

Defensoria Pública apura responsabilidades em mortes de bebês na UTI do Hospital Infantil de Vila Velha