Seculo

 

Justiça nega ação popular contra último concurso público da Polícia Civil


06/12/2017 às 13:13
O juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Júlio César Costa de Oliveira, julgou improcedente uma ação popular movida por um cidadão em face do ex-chefe da Polícia Civil, Joel Lyrio Júnior, pela contratação da entidade responsável pela organização do último concurso público da instituição, em 2013. Na sentença prolatada nessa terça-feira (5), o magistrado afastou todos os indícios de irregularidades sugeridos pelo autor popular. A decisão deve agora ser submetida à reexame pelo Tribunal de Justiça.

Na petição inicial (0017030-26.2013.8.08.0024), o denunciante (Gilsimar Mathias) apontou a ocorrência de suposta ofensa à Lei de Licitações na contratação direta da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) para organização da seleção, responsável pelo preenchimento dos cargos de delegado, escrivão, assistente social, peritos criminais e médicos legistas. O autor popular mencionou ainda que o concurso não teve a participação de representante do sindicato da categoria e que a carga horária para um dos cargos seria acima do previsto na legislação federal.

O requerente chegou a requerer a concessão de liminar pela suspensão do concurso, no entanto, o pleito foi rejeitado logo na época de ajuizamento do caso – protocolado em maio de 2013. No mérito, ele pedia a contratação de uma nova banca examinadora, a anulação da prova de delegado e a realização de adequações no edital. No entanto, a tese autoral não convenceu tanto o juiz, quanto a fase de alegações finais, o Ministério Público Estadual (MPES) se manifestou pela improcedência da ação.

Na sentença, o juiz Júlio César de Oliveira considerou ausentes as condições para eventual procedência do pleito autoral. Segundo ele, a Fundação tinha condições de organizar o concurso, sendo que a reputação ético-profissional não poderia ser questionada tão somente pela existência de decisões judiciais reconhecendo equívoco na elaboração de questões. O magistrado citou ainda que a dispensa de licitação teve o aval da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“Nessa toada, tenho que se justifica a contratação da requerida Funcab por dispensa de licitação, não havendo aqui qualquer ato lesivo/prejudicial ao Patrimônio Público. Acerca da impossibilidade do edital estabelecer carga horária de 40 horas semanais para o cargo de assistente social, tenho que tal tese não merece respaldo por este Juízo”, acrescentou o juiz.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesa aberta

Sergio Majeski não deve definir, agora, seu destino partidário. Mas já tem duas certezas: não fica no PSDB, nem aceita compor numa vice em chapa majoritária

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Com festa no Palácio Anchieta, governador sanciona lei de socorro aos municípios

Militares do Estado contestam governo Hartung em ADI protocolada no Supremo

Os pequenos se movem

Vereador de Vitória aponta manobra para reduzir R$ 12 milhões da Educação em 2018

Greve vai parar ônibus da Grande Vitória na terça-feira, anuncia sindicato