Seculo

 

Justiça reconhece que governo do Estado deve revisão anual a servidores


06/12/2017 às 18:51
O Pleno do Tribunal de Justiça do Estado (TJES) acolheu, na última semana, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (Adio) contra o governador Paulo Hartung (PMDB), reconhecendo que o governo do Estado tem uma mora (obrigação não cumprida) com os servidores públicos estaduais ao não conceder a revisão anual da remuneração segundo o índice inflacionário.

A ação foi proposta pela Federação dos Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais do Estado (Fespufemes), depois que o pleito inicial do Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindipol) foi negado – pelo fato de eles não representarem a totalidade dos servidores do Estado.

De acordo com o advogado do Sindipol, Edwar Barbosa Felix, é o primeiro reconhecimento oficial do Poder Judiciário de que há esta “dívida” do governo para com os servidores. Apesar de a decisão não significar que a revisão será concedida – o Judiciário não poderia determinar a concessão da revisão pelo princípio da separação dos poderes – a medida está inserida em um contexto mais amplo, que pode abrir caminho para outros tipos de ações.

Somente o Poder Executivo pode conceder a revisão anual, por meio de projeto de lei que deve ser encaminhado para a Assembleia Legislativa. No entanto, a última vez que os servidores tiveram essa reposição, de 4,5%, foi em 2014. Desde que o governador Paulo Hartung assumiu pela terceira vez o comando do Estado, em 2015, não há revisão anual dos vencimentos do funcionalismo público estadual.

O advogado pondera que o que os servidores buscam é um direito constitucional garantido pelo artigo 37 da Constituição Federal e pelo 32 da Constituição Estadual. No entanto, a não reposição das perdas inflacionárias acarreta, invariavelmente, na perda remuneratória, por isso, é possível que sejam impetradas ações de caráter indenizatório por parte de servidores, visto que há mais um elemento que reconhece esse direito constitucional.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

OPINIÃO
Editorial
Maquiagem oficial
Depois de episódios de repressão, governo Hartung tira a semana para valorizar uma das piores áreas de sua gestão: segurança pública
JR Mignone
Rádio Carnaval
'Taí' um dos poucos eventos em que o rádio perde feio para a televisão
Roberto Junquilho
O dia seguinte
O governador Paulo Hartung terá que se voltar mais intensamente à sua sucessão, depois de desfeito o sonho de ser vice de Luciano Huck
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Majeski busca sensibilizar presidente do TJES sobre fechamento de escolas

Repasses da prefeitura à Lieges já foram alvos de investigações no MPES e Polícia Civil

Mergulho profissional sem condições de segurança condena empresas no Estado

Maquiagem oficial

Imetame será tema de audiência pública em Aracruz