Seculo

 

Palácio Sônia Cabral abre seleção de propostas para ocupação em 2018


31/12/2017 às 14:37
Estão abertas as inscrições de propostas para quem deseja apresentar espetáculos de teatro, dança, circo, música, manifestações das culturas populares, linguagens artísticas integradas e atividades de formação no Palácio da Cultura Sônia Cabral, vinculado à Secretaria de Estado da Cultura (Secult).
 
Com um auditório 220 lugares e salas para espetáculos ligados à música e às artes cênicas, o Palácio da Cultura Sônia Cabral é o mais novo equipamento cultural no Centro, em Vitória, ao lado do Palácio Anchieta.
 
Os interessados devem se inscrever até o dia 29 de janeiro de 2018, na sede da Secult (setor Protocolo, à rua Luiz Gonzales Alvarado, nº 51 - Enseada do Suá, Vitória) – ou enviar a inscrição via Sedex ou AR. 
 
As propostas inscritas serão selecionadas pela Comissão de Pauta, designada pelo secretário de Estado da Cultura, João Gualberto Vasconcellos, e presidida pela diretora do Palácio da Cultura Sônia Cabral, em exercício, Charlene Bicalho. Esta será composta por cinco membros titulares, sendo três servidores públicos com reconhecida atuação na área, representantes oriundos da Secult, e dois representantes da sociedade civil, também com atuação na área. Serão adotados os seguintes critérios: excelência e relevância do projeto, potencial de realização da equipe envolvida no projeto, acessibilidade do projeto ao público e o efeito multiplicador do projeto.
 
A seleção, feita via Instrução Normativa nº 001/2017, segundo a Secult, tem como objetivo apoiar propostas culturais para estimular os diversos elos da cadeia produtiva do setor e a realização de ações de formação e qualificação que dialoguem com outros segmentos artísticos culturais.
 
Conhecido também como a antiga sede da Assembleia Legislativa, o Palácio da Cultura Sônia Cabral é destinado à produção cultural capixaba, contando com sala de concertos, salas de ensaios, camarins, área administrativa e serviços, todos bem distribuídos nos três andares do edifício. O imóvel também foi adequado para acessibilidade, com banheiros adaptados em todos os andares e elevador com acesso aos três pavimentos.
 
Confira a Instrução Normativa nº 001/2017 na íntegra no site da Secult e tire dúvidas via fanpage do Teatro Carlos Gomes.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Leonardo Duarte/Secom
Uma coisa só

Enquanto no campo nacional PRB e MDB ainda estão em fase de namoro, no Estado o partido já é um “puxadinho” de Hartung. E tudo começou com Roberto Carneiro...

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
JR Mignone
Enganosos
Fazendo uma comparação corajosa e dispersa, tanto as eleições do Brasil quanto a Copa do Mundo terão muita surpresas e varias decepções
Geraldo Hasse
Vampirismo neoliberal
O governo oferece refrescos aos trabalhadores enquanto suga seu sangue
Roberto Junquilho
Quem governa?
Um novo porto na região de Aracruz demonstra que, para as corporações, as minorias não importam
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uh, Houston, temos um problem
MAIS LIDAS

Sindicato protocola denúncias contra Sesa por contratação de Organizações Sociais

Corrida ao Senado sinaliza mudança na bancada capixaba

Quem governa?

Vampirismo neoliberal

Greve dos professores de Vitória continua por tempo indeterminado