Seculo

 

Com salários em atraso, Presidente Kennedy efetiva novas contratações


05/01/2018 às 16:27
Emprego é o que não falta em Presidente Kennedy, sul do Estado. O município mais rico do Espírito Santo, com um Produto Interno Bruto (PIB) per capita de R$ 513 mil, vive uma permanente crise financeira, não paga os salários dos servidores em dia, mas continua contratando sem parar.
 
Os servidores concursados reclamam que ainda estão sem receber os salários do mês de dezembro de 2017 e o 13º. A estrutura funcional da Prefeitura do município é superdimensionada em comparação com a sua população, que é de pouco mais de 11 mil habitantes.
 
A última “leva” de novos servidores é de 56 selecionados. Eles foram chamados a assumir seus cargos nessa terça-feira (2), com uma particularidade: podem escolher o turno em que desejam trabalhar, de acordo com o edital assinado pelo secretário de assistência social, Leandro da Costa Rainha. 
 
Os cargos que serão preenchidos são para facilitador de atividades de teatro, convívio, artesanato, recreação e lazer, capoeira, entrevistador, oficial administrativo, cuidador e auxiliar de cuidador, pedagogia, suporte socioeducativo, assistente social e técnico em edificações.
 
A situação de crise em Presidente Kennedy já provocou a intervenção judicial no município, com afastamento e até prisão do ex-prefeito Reginaldo Quintal.
 
Ele foi substituído por sua sobrinha, a atual prefeita Amanda Quinta (PSDB), que enfrenta uma série de denúncias sobre mau uso dos recursos públicos, principalmente para pagamento de estrondosas festas e shows. 
 
O descompasso da administração pública do município mais rico do Espírito Santo, por conta dos royalties da exploração, é visível quando se observa a falta de serviços básicos e servidores com salários atrasados. 
 
O contato com a prefeita do município, Amanda Quintal Rangel, ou com o secretário de Assistência Social, Leandro da Costa Rainha, não foi possível porque os telefones informados no site da Prefeitura não funcionam.  

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Lá e cá

Enquanto Rose volta a se movimentar em Brasília, Casagrande delimita território no Estado. Cada um no seu quadrado...

OPINIÃO
Geraldo Hasse
Vendilhões no comando
Os governos petistas deram mole aos Mercados, mas o MDB escancara a prática do entreguismo
Roberto Junquilho
Os calos da esquerda
Apesar de possuir lideranças bem posicionadas, a esquerda só aparece quando os fatos são diretamente ligados ao cenário político partidário
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Admirável mundo novo
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Os calos da esquerda

Comitê em Defesa de Lula é criado no Estado

Lá e cá

Atílio Vivácqua decreta luto oficial de três dias por morte de prefeito

Relatório internacional de Direitos Humanos destaca violência policial no Brasil