Seculo

 

Majeski afirma que economia anunciada por Hartung é 'propaganda enganosa'


05/01/2018 às 19:28
O deputado estadual Segio Majeski (PSDB) contestou anúncio de investimento de R$ 1 bilhão feito pelo governador Paulo Hartung na quarta-feira (3) e questionou a economia que irá possibilitar a aplicação desses recursos em 2018.
 
Em pronunciamento nas redes sociais, o deputado disse que a “economia” anunciada pelo governador é fruto de artifícios adotados por sua gestão, entre eles, a não aplicação de 25% do Orçamento na Educação, como manda a Constituição Federal. “É propaganda enganosa”, pontuou.
 
Segundo Majeski, somente nesse setor, o governo desviou da educação R$ 1,8 bilhão, segundo denúncia que ele apresentou à Procuradoria Geral de Justiça (PGR). Ele foi a Brasília ano passado, para requerer uma intervenção federal no Espírito Santo, por esse motivo. 
A denúncia foi entregue ao coordenador da Assessoria Jurídica Constitucional da PGR, procurador Weligton Saraiva, e à Comissão de Educação do Senado.
 
O governo afirma que investe mais de 25% na pasta, mas esse índice é questionável. Desde 2009, o Espírito Santo começou a contabilizar no Orçamento destinado à Educação, as despesas com a Previdência Social.
 
Em sua fala nas redes sociais, Majeski voltou a denunciar o abandono de pelo menos 50 escolas estaduais e a expulsão de jovens dessas escolas. Ele destacou que isso acontece no Estado que mais mata jovens no país, segundo o Mapa da Violência divulgado no ano passado. 
 
“E não venham dizer que isso é decorrente da greve da Políci”, disse. Para ele, o aumento dos índices de violência é fruto do sucateamento das polícias. 
 
O deputado afirmou ainda que não se trata de uma simples oposição ao governador Paulo Hartung, mas um necessário esclarecimento sobre a propaganda enganosa do governo. 
 
Ele citou ranking realizado pelo G1 nessa semana, em que Hartung aparece em quinto lugar entre os governadores que não cumpriam os compromissos de campanha registrados no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
 
“Se há dinheiro, por que o governo toma empréstimo do Banco do Brasil e BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento]?”, pergunta o deputado.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Leonardo Duarte/Secom
Uma coisa só

Enquanto no campo nacional PRB e MDB ainda estão em fase de namoro, no Estado o partido já é um “puxadinho” de Hartung. E tudo começou com Roberto Carneiro...

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
JR Mignone
Enganosos
Fazendo uma comparação corajosa e dispersa, tanto as eleições do Brasil quanto a Copa do Mundo terão muita surpresas e varias decepções
Geraldo Hasse
Vampirismo neoliberal
O governo oferece refrescos aos trabalhadores enquanto suga seu sangue
Roberto Junquilho
Quem governa?
Um novo porto na região de Aracruz demonstra que, para as corporações, as minorias não importam
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uh, Houston, temos um problem
MAIS LIDAS

Sindicato protocola denúncias contra Sesa por contratação de Organizações Sociais

Corrida ao Senado sinaliza mudança na bancada capixaba

Quem governa?

Vampirismo neoliberal

Greve dos professores de Vitória continua por tempo indeterminado