Seculo

 

Comunidade de Montanha discute como impedir criação de escola militar no município


08/01/2018 às 15:39
A comunidade de Montanha, norte do Estado, discutirá o que e como fazer para impedir a criação de uma escola militar no município.  A criação da escola ainda este ano foi anunciada pela prefeita Iracy Baltar (DEM). 
Um dos primeiros passos para reagir à criação da escola será dado na semana que vem pela coordenação local do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), segundo informou nesta segunda-feira (8) uma das coordenadoras do movimento, Soraya Reis.
 
Na sequencia, o MPA convidara outros setores comprometidos com a educação e com a democracia no município, com a Igreja Católica, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o sindicato dos trabalhadores rurais, além das  associações de moradores.
 
As discussões que foram realizadas até agora foram conduzidas pela prefeitura, e do seu modo, relata a dirigente do MPA. A ampliação do debate a partir de agora mobilizará amplos setores socais comprometidos com a democracia e a educação.
 
“A escola militar chega de surpresa. Não aceitamos que o espaço educacional seja utilizado para militarização que conduza o país a um novo golpe, com o de 1964”, afirma Soraya Reis.
 
Para os jovens do município, no Estado e país, a educação que se deseja é a voltada para a democracia, com respeito aos direitos humanos e, ao mesmo tempo, que prepare os jovens para a vida e para o exercício das profissões que escolherem.
 
“No caso dos jovens do campo, queremos uma escola que forme os jovens para permanecerem em suas raízes. A escola que está sendo anunciada não nos interessa”, diz Soraya Reis.
 
A criação da escola militar em Montanha exigirá a transformação da  Escola Municipal de Educação Infantil (EMEF) Domingos Martins  em Escola Militar Municipal. O projeto visaria valorizar a moral e o civismo entre os alunos.
 
A proposta já foi criticada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE)  e também pela direção estadual do Psol no Espirito Santo. O Psol argumenta que a  militarização de escola em Montanha  afronta a Constituição Federal.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Lá e cá

Enquanto Rose volta a se movimentar em Brasília, Casagrande delimita território no Estado. Cada um no seu quadrado...

OPINIÃO
Geraldo Hasse
Vendilhões no comando
Os governos petistas deram mole aos Mercados, mas o MDB escancara a prática do entreguismo
Roberto Junquilho
Os calos da esquerda
Apesar de possuir lideranças bem posicionadas, a esquerda só aparece quando os fatos são diretamente ligados ao cenário político partidário
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Admirável mundo novo
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Os calos da esquerda

Comitê em Defesa de Lula é criado no Estado

Lá e cá

Atílio Vivácqua decreta luto oficial de três dias por morte de prefeito

Relatório internacional de Direitos Humanos destaca violência policial no Brasil