Seculo

 

Chapa do PMDB para disputar reeleição à Assembleia será 'enxugada'


10/01/2018 às 14:24
Dono da maior bancada na Assembleia Legislativa, com sete deputados, o PMDB deve continuar assim depois das eleições de outubro, mas com uma possível redução de pelo menos dois candidatos.
 
Dos sete ocupantes de cadeiras na Assembleia na atual legislatura, devem mudar de sigla os deputados Gildevan Fernandes e Esmael de Almeida, que já mantém contatos com outros partidos.  
 
Gildevan Fernandes precisa de garantias para uma boa acomodação, já que teve o capital testado na disputa de 2016, quando era líder do Governo na Assembleia, e não obteve êxito. A candidatura que ele apoiou à prefeitura de Pinheiros, do cunhado Tico Gagno (PMDB), saiu derrotada do pleito. Gildevan já administrou o município, que é seu principal reduto eleitoral.
 
Já Esmael de Almeida tem uma atuação considerada sofrível, muito restrita ao público evangélico, onde disputa espaços com vários postulantes a uma cadeira no Legislativo estadual. Euclério Sampaio (de saída do PDT) é um dos deputados que avança para esse território desde o final do ano passado, apresentando bandeiras conservadoras.

Já o presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, que tinha sua saída do partido considerada certa e iniciou conversas com várias siglas, parece ter esfriado as movimentações. Ele tem sido visto em todas as solenidades do governo ao lado de Paulo Hartung e deve enfrentar, somente em Aracruz, sua base, concorrência de outros 15 candidatos. Erick perdeu a disputa à prefeitura em 2016 e pretende permanecer na Assembleia até 2020, para novamente tentar a eleição municipal. 
 
A missão de acomodar os mais bem votados e buscar um consenso de enxugamento da chapa, a fim de garantir maior densidade eleitoral, cabe ao presidente estadual do PMDB, deputado federal Lelo Coimbra.
 
Nesse sentido têm lugar garantido na chapa de reeleição Dr. Hércules, Marcelo Santos, José Esmeraldo e Luzia Toledo, que depois de desistir do risco de tentar a Câmara Federal, disputará o oitavo mandato. 
 
Lelo vem adiando a reunião com os integrantes da bancada, que deveria ter sido realizada na terça-feira (9), transferindo-a para a semana que vem. Ele espera que, até lá, a conversa já esteja fechada e com os nomes que comporão a chapa definidos.  
 
O deputado Gilsinho Lopes (PR), alvo de especulações no mercado político como provável candidato a deputado federal pelo PMDB, fica fora do partido. Terá que se arrumar no PR ou buscar outra sigla para poder disputar a reeleição para a Assembleia. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook
Sem freio

Palestras, CPI, ''showmícios'' e até lançamento de disco. Quem para o casal Magno Malta e Lauriete?

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
Roberto Junquilho
A carne mais barata
A população de pessoas em situação de rua aumenta, como sinal de falência da gestão pública
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Hartung recebe alertas sobre gastos, publicidade e execução de programas em ano eleitoral

Ministério Público acusa superintendente do Ibama/ES de improbidade administrativa

Conto surrealista

Comunidade reforça que base da PM deve ser instalada na parte alta do Morro da Piedade

Sem freio