Seculo

 

Prefeitura terá que se explicar ao MPF porque deixou lotear as praias com barracas


11/01/2018 às 16:30
A omissão da prefeitura de Guarapari, que permitiu o loteamento das praias por pessoas que instalam barracas nestes locais, pode acabar. O município responderá a inquérito civil reaberto pelo Ministério Público Federal (MPF/ES). 
 
O órgão informou nesta quinta-feira (11) que deu prazo de cinco dias para a prefeitura de Guarapari informar as providências que vem adotando para coibir as práticas de “loteamento” das praias do município, com a utilização de estruturas de barracas. 
 
O MPF/ES se reporta às notícias veiculadas recentemente sobre a utilização abusiva dos espaços públicos nas praias da cidade, principalmente nas areias das praias do Morro, das Castanheiras, de Peracanga e das Virtudes, para informar que “reabriu um procedimento sobre o caso e instaurou um inquérito civil para acompanhá-lo,nessa quarta-feira (10)”. 
 
Lembra o MPF/ES que acompanha a situação do loteamento das praias de Guarapari desde janeiro de 2017. Na época, foi instaurado um procedimento para averiguar a questão, mas ele acabou sendo arquivado em julho, já que no decorrer da apuração a prefeitura informou que as tendas e barracas haviam sido retiradas da Praia das Virtudes e que, portanto, a situação denunciada não persistia mais. 
 
Ainda no procedimento, a Prefeitura de Guarapari informou ao MPF que determinou a adoção de fiscalizações contínuas na região, pela Secretaria de Fiscalização, principalmente nos períodos de grande movimento, com objetivo de evitar novas ocupações indevidas que acarretem o cerceamento do uso e gozo das áreas públicas pelos munícipes e visitantes. O posicionamento adotado pelos órgãos municipais, até aquele momento, indicava que o problema havia sido sanado. 
 
O inquérito civil reaberto pelo MPF/ES em relação as barracas de praia é o de nº 1.17.000.000152/2017-14.  

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook
Sem freio

Palestras, CPI, ''showmícios'' e até lançamento de disco. Quem para o casal Magno Malta e Lauriete?

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
Roberto Junquilho
A carne mais barata
A população de pessoas em situação de rua aumenta, como sinal de falência da gestão pública
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Hartung recebe alertas sobre gastos, publicidade e execução de programas em ano eleitoral

Ministério Público acusa superintendente do Ibama/ES de improbidade administrativa

Conto surrealista

Comunidade reforça que base da PM deve ser instalada na parte alta do Morro da Piedade

Sem freio