Seculo

 

Servidores decidem fiscalizar indícios de ilegalidades cometidas pela direção do Iema


12/01/2018 às 21:05
Uma série de constatações e indícios de irregularidades cometidas pela direção do Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) terão um acompanhamento mais próximo pelos servidores da instituição, segundo deliberações da assembleia da categoria realizada nessa quinta-feira (11), a pedido do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos).

Os itens levantados foram a contratação de DTs, cujo edital está em elaboração, a licitação do restaurante, a regulamentação do banco de horas, a reestruturação da autarquia e a ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho, referente a condições de trabalho na instituição.

Em sua página na internet, o Sindipúblicos informa que irá solicitar uma reunião com a gestão da autarquia para que a mesma discuta, junto com os servidores, as limitações e especificidades de cada setor, como as unidades de conservação e a fiscalização, evitando que servidores venham ser prejudicados no estabelecimento do Bando de Horas.

Os servidores também decidiram por melhor acompanhar o processo licitatório cobrando transparência e participação desses junto à direção do Iema.

A assembleia determinou ainda que a entidade encaminhará as medidas jurídicas necessárias, em caso de publicação de edital de contratação de DT’s que fujam às normais legais.

Sobre os processos judiciais em curso contra o órgão, foram mencionadas a ação civil pública em que o Sindipúblicos questiona a reestruturação do Iema e a Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adi) em que o Ministério Público (MPES) reconhece a ilegalidade da mesma. O sindicato entrará como amicus curiae na ação civil pública em que o Ministério Público do Trabalho questiona as condições do trabalho dos servidores do Iema após denúncias do Sindicato.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

Ministério da Segurança Pública anuncia mutirão para reduzir população carcerária