Seculo

 

Deus abençoe o rei


06/02/2018 às 11:05
Talvez parodiando a novela da Globo, vamos falar do rei Roberto. Um rei que reina há muitos anos, fazendo a maioria de seus súditos sonharem com o amor e a esperança. O motivo da coluna é que o titulo da novela me fez pensar sobre o motivo da longevidade artística de Roberto Carlos, uma coisa que não é normal.
 
Tudo bem, outros artistas reinaram anos a fio, mas com certeza, não com o mesmo carisma do moço de Cachoeiro. Eis o mistério. Por que tanto carisma, tanta admiração que todos têm por esse moço? Seu jeito, suas músicas, seu modo de tratar com todos. 
 
Façam uma análise sobre outros intérpretes gravando e cantando suas músicas. Têm famosos, têm iniciantes, têm roqueiros, românticos, sertanejos, homens, mulheres, conjuntos, e por aí vai. Impressionante.
 
Imagino como fica, vendo de sua casa essas pessoas cantando e falando dele. Com espírito muito brincalhão, RC parece estar sempre em paz com a felicidade, tirando aquele período da morte de Maria Rita.
 
Particularmente enalteço Roberto Carlos por ter criado e gravado seu hit O Divã, em que, num trecho da música, fala do momento do acidente que o vitimou de maneira clara, e também se isso o incomoda ate hoje ou não. Diz assim:” ...relembro bem a festa (de Cachoeiro), o apito (do trem que o pegou), e na multidão um grito (talvez o dele próprio), o sangue no linho branco (o seu sangue na roupa branca de quem o socorria), a paz de quem carregava em seus braços quem chorava (Era Renato Spindola, que passava de moto e viu a multidão. Chegou, pegou o menino e o levou na moto e nos braços para o hospital), e no céu ainda olhava e encontrava esperança (ele ainda lembra dessa cena antes de desmaiar), de um dia tão distante, pelo menos por instantes encontrar a paz sonhada (talvez, por tempos, isso ficou impregnado em sua mente e alma)...essas recordações me matam. 
 
Mas hoje, certamente, ele tenha superado. Foi demais para uma criança de apenas seis anos. Talvez, por isso, de sua trajetória e de seu carisma sobre as pessoas. Coisas de Deus, que sempre recompensa.
 
PARABÓLICAS
 
Fabio Pirajá, nas horas vagas, viaja para lugares pitorescos do Espírito Santo e registra com belas fotos nas suas redes sociais.
 
A Rádio Fama de Alegre continua com sua programação trivial. Ela foi criada praticamente por causa do Festival de Música de Alegre, que se definhou.
 
Segundo fontes bem informadas, a Rádio Cidade de Nova Venécia nem bem entrou no ar e já domina a audiência da região.
 
E a FM Cultura de Castelo mudou de endereço, mas não mudou sua liderança total.  Continua dominando. Ela está agora na rua Gastão Correia Lima 152, Centro da cidade.
 
MENSAGEM FINAL
"Sabemos o que somos, mas não sabemos o que poderemos ser". William Shakespeare

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Alternativas

Com a mudança no tabuleiro eleitoral do Estado, os olhares se voltam para o palanque de Casagrande e pacto com Rose. Governo, Senado...quem vai?

OPINIÃO
Editorial
Maquiagem oficial
Depois de episódios de repressão, governo Hartung tira a semana para valorizar uma das piores áreas de sua gestão: segurança pública
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
O novo com defeito
O prefeito Luciano Rezende esconde velho modelo da política com frase de efeito
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Saída de Luiz Paulo deve provocar esvaziamento do PSDB no Estado

Operação tartaruga na educação em Linhares tem 90% de adesão

Manobras perigosas

Banalização

Hospital Bezerra de Farias suspende atendimento por falta de médicos