Seculo

 

Professores de Barra de São Francisco entram em greve no próximo dia 19


09/02/2018 às 11:34
A partir do dia 19 próximo, os professores e outras categorias da área de educação da rede municipal em  Barra de São Francisco (noroeste do Estado) entram em greve. Os trabalhadores exigem reposição salarial de 46,81 do período de 2008 até agora.
 
Segundo informou nesta sexta-feira (9), o professor Rodrigo da Fonseca Agapito, da coordenação do  Sindicato dos Trabalhadores em  Educação Pública Espírito Santo (Sindiupes), a paralisação dos trabalhadores da educação em Barra de São Francisco é por tempo indeterminado.
 
A prefeitura de Barra de São Francisco tem cerca de 700 trabalhadores em educação, dos quais 600 professores.  A categoria decidiu pela greve em assembleia realizada no final desta quinta-feira (8). A assembleia foi a segunda este ano.
 
Como passos para a paralisação, farão panfletagem informando sobre suas reivindicações na feira local no dia 17 próximo.  No dia 19, uma segunda-feira, os professores farão concentração às 8 horas, na rua da feira, e depois saem em passeata. Devem se dirigir até a prefeitura local.
 
Além de exigir reposição salarial referente ao período de 2008 até agora, os trabalhadores em educação têm outras reivindicações, como o protocolo de referências, e discutem ainda o desconto previdenciário.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Leonardo Duarte/Secom
Uma coisa só

Enquanto no campo nacional PRB e MDB ainda estão em fase de namoro, no Estado o partido já é um “puxadinho” de Hartung. E tudo começou com Roberto Carneiro...

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
Geraldo Hasse
Vampirismo neoliberal
O governo oferece refrescos aos trabalhadores enquanto suga seu sangue
Roberto Junquilho
Quem governa?
Um novo porto na região de Aracruz demonstra que, para as corporações, as minorias não importam
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uh, Houston, temos um problem
MAIS LIDAS

Uma coisa só

MPES omisso

Processo de Valci Ferreira e Gratz por crime de peculato será remetido ao STF

Cedrolândia ainda aguarda resposta do prefeito sobre escola condenada

Diretoria do Heimaba não comparece em reunião do Conselho para explicar óbitos