Seculo

 

Ex-candidatos a prefeito desfazem aliança e disputam o mesmo espaço em Guarapari


13/02/2018 às 22:04
A aliança formalizada entre o PSDB e o PSB de Guarapari na disputa municipal de 2016, com projetos futuros de emplacar candidato a deputado estadual em 2018 e a prefeito em 2020, foi desfeita.
 
Os dois protagonistas da coligação se separaram e agora disputam o mesmo espaço para alcançar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Com esse cenário, a sucessão na Prefeitura de Guarapari poderá ter os dois como adversários.
 
Os candidatos a prefeito do município, Carlos Von Schilgen Ferreira, hoje subsecretário de Turismo de Vila Velha, e o ex-vereador Gedson Merízio, derrotados pelo prefeito Edson Magalhães (PSD) por apenas 154 votos, estão cada um na chapa de seus partidos como pré-candidatos à Assembleia. 
 
Na eleição de 2012, Merízio foi o vereador mais votado de Guarapari e, dois anos depois, teve boa votação para deputado federal, somando 17 mil votos no Estado - 15.404 só no município. Já Carlos Von, em 2014, eleição extemporânea no município, perdeu por pouco mais de mil votos para Orly Gomes (DEM), candidato apoiado por Edson Magalhães.  
 
O bom desempenho dos dois motivou, em 2016, o fechamento da coligação para tentar alternar o poder em Guarapari, dominado pelo atual prefeito há anos, ampliando para disputas futuras. 
 
Como Von foi o candidato no ano passado, Merízio seria agora à Assembleia, e vinha trabalhando seu nome desde o ano passado, como representante de Guarapari e litoral sul do Estado.
 
“Era uma aliança para defender os interesses de Guarapari, que nunca teve uma representação à altura, e não um projeto individual”, destaca.
 
No entanto, no andamento das composições partidárias, Carlos Von foi acolhido pelo prefeito de Vila Velha, Max Filho (PSDB), e decidiu trabalhar para também conquistar uma cadeira na Assembleia.
 
Integrante da ala do ninho tucano que tem também o ex-prefeito de Vitória e primeiro suplente na Câmara dos Deputados, Luiz Paulo Vellozo Lucas, cotado como candidato a federal, Von encontraria campo para consolidar seu projeto. No entanto, o que circula no mercado político é que ele conversa com legendas menores para evitar riscos e garantir a cadeira no legislativo estadual.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

Ministério da Segurança Pública anuncia mutirão para reduzir população carcerária