Seculo

 

Cidade Alta, enfim, terá estacionamento rotativo


27/02/2018 às 22:56
Mais de dois anos após a implantação do estacionamento rotativo no Centro, a cobrança, enfim, chegará à Cidade Alta, um dos locais mais disputados de Vitória e onde funciona um sistema de uso privilegiado do espaço público, por abrigar o polo do Judiciário do Estado e o Palácio Anchieta. A prefeitura anunciou, nesta terça-feira (27), que o parquímetro passará a valer a partir do próximo dia 12 de março, com 330 vagas, distribuídas por sete ruas.
 
O rotativo contemplará as ruas Nestor Gomes, com 23 vagas; Pedro Palácios, 68; Benjamim Costa, 13; São Francisco, 10; Dionisio Rosendo, 36; José Marcelino, 27; e Professor Baltazar, 50. No entorno da Catedral Metropolitana de Vitória, haverá outras 103 vagas. Na área, há anos, flanelinhas e trabalhadores estabeleceram regras próprias para os carros.
 
Os moradores da Cidade Alta que não possuem vaga de garagem podem fazer a solicitação de isenção à Prefeitura. Somente terá direito morador que resida na rua contemplada com rotativo ou de esquina com rua atendida e que não possua vaga de garagem, como informa a prefeitura. É necessário que apresente o comprovante do IPTU do imóvel quitado, comprovante de residência do mês corrente, cópia do certificado de registro do licenciamento do veículo, certidão negativa do imóvel num prazo de 30 dias, contrato de aluguel vigente registrado e cópia de RG e CPF (telefones 156 ou 3382-6448).
 
Segundo a prefeitura, outros bairros onde o sistema já opera também terão as vagas ampliadas no mesmo dia. Na Enseada do Suá, da rua Eurico Aguiar até a Almirante Soído, serão 46 novas vagas. Em Santa Lúcia, a rua Arnaldo Magalhães Filho (do Shopping Rio Branco), terá 31 vagas. Na Praia do Canto, haverá mais 12 vagas na rua Major Clarindo Fundão.
 
No total, serão mais 419 vagas com essa ampliação, chegando a 5.107 vagas rotativas na Capital. Os parquímetros estão em operação também no Centro, onde já há 444 vagas, no Parque Moscoso, com 110, na Praia do Canto, com 1.983, em Santa Lúcia, com 846, em Bento Ferreira, com 250, e na Vila Rubim, com 114.
 
O próximo bairro a receber o sistema será a Praia do Suá, com 400 vagas, muitas delas na área onde ficam as peixarias.
 
O usuário paga R$ 1,20 por até 30 minutos; até 1 hora, R$1,80; até 2 horas, R$ 2,40; e até 3 horas, R$ 3,50. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Eliza Bartolozzi Ferreira
Cada qual no seu lugar
As escolas fazem ciência; as igrejas doutrinação. Projeto Escola Sem Partido é, no mínimo, uma contradição de base do vereador de Vitória, Davi Esmael (PSB)
Erfen Santos
Sugestão Netflix – um filme necessário
Indicado ao Oscar, Strong Island supera a maioria dos documentários, por mesclar a experiência familiar com a crítica social
JR Mignone
A batalha
Não sei se posso dizer, mas ainda hoje me sinto um pouco frustrado com a nossa profissão. Sério!
Roberto Junquilho
Renovar o quê?
Os ''novos'' na política mantêm velhos conceitos e se agarram em grandes corporações empresariais
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Produtor rural teme uma tragédia na região da Barragem do Rio Jucu

Sicoob em Cariacica é processado por falta de acessibilidade

As novas roupagens da censura

Ufes sedia seminário do Dia Internacional contra a Tortura