Seculo

 

Portão da Casa de Custódia está quebrado desde fevereiro


13/03/2018 às 19:59
O portão principal de acesso à Casa de Custódia de Vila Velha (Cascuvv), na Glória, está desde meados de fevereiro quebrado. Fotos mostram a estrutura caída, deixando expostos os que trabalham na unidade, sobretudo os inspetores penitenciários, e moradores de áreas vizinhas. 
 
Na noite do último domingo (11), houve relatos de que houve um baile funk nas proximidades e que não havia nenhuma segurança para os trabalhadores que estavam de plantão na unidade prisional. Segundo informações dos moradores, também há receio de que presos possam sair da unidade, que funciona em regime semiaberto, mas mantém detentos em período integral. 

Eles disseram ainda que o portão vinha apresentando problemas há um bom tempo e, desde fevereiro passado despencou, deixando o acesso à unidade prisional completamente aberta. 
 
Servidores da unidade informaram que a Secretaria de Estado de Justiça ficou de consertar o portão ainda nesta semana.  
 
Princípio de rebelião
 
No dia 13 de fevereiro, quatro presidiários foram acusados por princípio de rebelião na Casa de Custódia de Vila Velha. O princípio de rebelião teria começado depois que um detendo foi flagrado fumando no pátio, o que é proibido no local. Agentes chamaram a atenção dele, que não acatou às ordens e se juntou a um grupo de outros detentos.
 
Mais de 190 presidiários se rebelaram contra os agentes. Os detentos quebraram bueiros no local para usarem como pedras e improvisaram vergalhões como facas. Para dispersar o motim, foi jogada uma bomba de gás lacrimogênio e disparados de arma não letal, o que não dispersou o grupo. Por fim, um agente disparou duas vezes de uma pistola na direção contrária aos presos para controlar a confusão.
 
Os quatro presos levados para a delegacia foram identificados como Wenderson Vitorino Marcolino, Robson Carlos José dos Santos, Werlei da Conceição Xavier e André Luiz Souto Teixeira. Segundo agentes da Sejus, eles seriam os incentivadores do motim. Na delegacia, eles foram ouvidos pelo delegado de plantão e voltaram presos à Casa de Custódia.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Nacional x local

Ana Paula Vescovi, pupila de Hartung, a ''fúria'' do ministro Gilberto Ochhi, ligado a Marcus Vicente...

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Moradores impedem devastação ainda maior da Aracruz Celulose (Fibria) em Lagoa de Coqueiral

Nacional x local

Governo escolhe local para base da PM sem consultar moradores da Piedade

Câmara de Afonso Cláudio prepara instauração de auditoria na Cesan

A cobertura da Copa