Seculo

 

E as novidades?


20/03/2018 às 15:17
Outro dia pararam para debater mais uma novidade na área da comunicação, as notícias falsas. Deram até um apelido besta, com sotaque americano, Fake News. Mas isso é consequência da Internet, da liberdade da Internet, e eu sempre digo, não adianta censurar a Internet, pois ela nasceu para ser um campo livre. Ocorre uma ou outra ação, mas é campo livre.
 
Na realidade, o fake news não passa de uma fofoca, e mais, uma fofoca política. Pelo menos é mais identificada nesta área, tanto que o Congresso Nacional e o Tribunal Superior Eleitoral estão preocupados com isso. Disseram: “o fake news é crime e deve ser combatido com firmeza”. Acontece que pode ser difícil aniquilar de vez com tal incômodo. Eis que é fácil criar uma nota falsa na Internet.
 
A fofoca ou a “plantação de informação” está arraigada no seio do povo, não do zé povinho, mas das classes ou elites. Você deve conhecer alguém, geralmente conhecido seu, que chega e diz: “Quais são as novidades?” ou “ Me conta as novidades”. O fake news começa por ai.
 
Outra coisa, acredita no que lê quem quer. Nem tudo pode ser lido na Internet. Temos a opção de escolha, então que se dane o fake news. Mas se você é político e quer fazer política na Internet, cuidado! Você pode ser tornar uma notícia do fake news ou criar uma notícia que pode virar fake news. E aí a sua credibilidade estará em jogo, caso descoberto. “Fake News” é um esquema plantado para ser usado com eficiência na Internet. Cuidado!
 
PARABÓLICAS
 
Segundo comenta-se por ai, a Igreja Maranata continua procurando uma rádio para adquirir. O negócio não é arrendar.
 
Vocês conhecem o Tocha? Trabalha na Sim de Cachoeiro. É alpinista nas horas vagas e parece uma tocha. Porém, muito competente no que faz.
 
Magno Malta está mais participativo na sua A Cor da Vida. Talvez porque seja ano eleitoral, mas também porque gosta muito de falar.
 
Sabe-se que a Rede Católica de Rádio está recebendo vistas de empresários. O interesse é uma das emissoras. A igreja pode fazer negócio.
 
MENSAGEM FINAL
 
“A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez”. Friedrich Nietzsche

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Blindagem coletiva

Greve dos professores não reforçou apenas o perfil antidemocrático do prefeito, mas também a omissão da Câmara de Vitória. Só Roberto Martins enxerga o óbvio?

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Juíza proíbe ex-diretor de Controle Interno de se aproximar da Câmara da Serra

Defensores públicos definem oito medidas para valorização da categoria

MP de Contas requer anulação de concorrência da Secretaria de Estado da Comunicação

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança