Seculo

 

Empresários pressionam vereadores da Serra a retornarem ao trabalho


20/03/2018 às 18:32
Um grupo de empresários da Serra está acompanhando o desenrolar da paralisação promovida pelos vereadores do município aliados da ex-presidente da Câmara, Neidia Maura Pimentel (PSD), afastada do cargo pela Justiça, a fim de convencê-los a retornarem às atividades. 
 
A Câmara realiza sessão nesta quarta-feira (21), sob a presidência do vereador Rodrigo Caldeira (Rede), que ocupava a vice na gestão de Neidia.
 
Ele quer definir se deve haver nova eleição ou se fica no cargo até o dia 2 de junho, quando expira o atual mandato. Essa decisão, porém, necessita de quórum para poder ser votada.
 
Desde o afastamento de Neidia no último dia 14, acusada de concussão (rachid), 15 dos 23 vereadores suspenderam o trabalho.Comparecem à Câmara, marcam presença, e se retiram. 
 
O empresário Wilson Zoon faz parte do grupo que conversa com os vereadores ligados à ex-presidente e estão tentando superar esse impasse, até que a Justiça defina como ficará a situação, o que somente ocorrerá com o julgamento do recurso apresentado pela defesa da ex-presidente. 
 
O vereador Nacib Haddad (PDT), que permanece exercendo as funções normalmente, apela para o bom senso. “Eles deveriam assumir o trabalho até o julgamento do recurso apresentado” diz. 
 
Depois do afastamento de Neidia Maura, os 15 vereadores se reuniram em um sítio no município de Santa Teresa, região serrana do Estado, para montar estratégias de defesa visando fazer Neidia retorna ao cargo. 
 
Na última quarta-feira (14), Neida foi afastada pela juíza da 2ª Vara Criminal do município, Letícia Maia Saúde. A decisão atendeu à ação provocada pelo Ministério Público Estadual (MPE), que acusou Neidia e o diretor de Controle Interno da Câmara, Flávio Serri, de concussão (rachid), improbidade e peculato.
 
No dia seguinte, decisão do desembargador Robson Luiz Albanez, da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, acatou pedido de tutela antecipada antecedente no processo referente à conturbada eleição à Mesa Diretora da Câmara do ano passado, feito pelos vereadores Pastor Ailton (PSC), Nacib Haddad (PDT), Fábio Duarte (PDT) e Aécio Leite (PT), e anulou o pleito, determinando, também, o afastamento de Neidia da presidência. Na época da disputa, ela chegou a ser afastada e o vereador Rodrigo Caldeira (Rede) assumiu a função, mas a decisão depois foi revertida em seu favor.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Prefeitura da Serra
‘Liberou geral’

Foi só o prefeito Audifax Barcelos ver ameaçada sua costura com o empresariado, que logo apareceu para ‘colocar a mão’ na Câmara da Serra

OPINIÃO
Editorial
Sem mérito
Governo Hartung explora gestão florestal para tentar esconder atuação pífia e direcionada na área
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Odessey and Oracle
''uma pérola do psicodelismo e do pop barroco britânico''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
Geraldo Hasse
Tchernóbil 32 anos
Por causa do acidente nuclear de 1986, a longevidade da Bielorrússia caiu abaixo de 60 anos
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

'O PT não se preparou para a disputa majoritária no Estado'

Advogado se defende da acusação de injúria em ação aberta pelo prefeito de Vitória

Encontro Regional de Agroecologia será realizado neste fim de semana no Estado

Secretária de Educação de Vitória cancela prestação de contas na Câmara