Seculo

 

Vereador questiona Cesan sobre abandono do tratamento de água em Nova Venécia


06/04/2018 às 14:17
O abandono do serviço de abastecimento de água da comunidade rural de Cedrolândia, em Nova Venécia (noroeste do Estado), pela Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan), é alvo de questionamento pelo presidente da Câmara Municipal, Antonio Emílio (PPS), por meio de um ofício encaminhada nessa quinta-feira (5) ao diretor-presidente da Cesan, Pablo Ferraço.

O documento solicita informações sobre a falta de captação, adução e tratamento de água bruta para Cedrolândia, região com cerca de mil habitantes, a maior concentração de pessoas fora da sede de Nova Venécia.

A responsabilidade pelo serviço é exclusivamente da Cesan, segundo contrato firmado em 20 de julho de 2009, com vigência de 30 anos. Há alguns anos, porém, é a própria Associação de Moradores, por meio de um Comitê de Água de Cedrolândia (CAC), quem realiza um precário tratamento de água, que chega às torneiras com cor amarelada e resíduos de óleo.

“Como autarquia responsável pelo abastecimento de água na cidade, é imprescindível que a Cesan preste um serviço adequado aos moradores de Cedrolândia e outras localidades do interior, já que a própria Constituição garante igualdade de tratamento para todos os cidadãos sem distinção da cidade ou interior.  Comunidades de Patrimônio do XV e do Guarabu também sofrem com a falta de tratamento de água pela Cesan. A população não tem que administrar o serviço de tratamento e distribuição de água potável, mas sim, o poder público”, afirma Antonio Emílio.

O presidente da Câmara de Vereadores afirma que a situação é ultrajante, pois, além de tratar a própria água que bebem, a população é obrigada a comprar até mesmo equipamentos de manutenção com a Cesan.

Em dezembro de 2017, a Associação organizou um abaixo-assinado para pedir a volta da Cesan, mas os representantes da concessionária que foram à comunidade afirmaram que não seria possível. 

Alguns moradores conseguem recorrer a sistemas alternativos de abastecimento, utilizando captação de água de chuva para lavar roupas – já que a água da torneira encarde e estraga as roupas mais claras. Para beber, muitos utilizam as duas cacimbas abertas por um morador local, cuja água é visualmente mais clara que a da Associação, mas cuja qualidade desconhece qualquer garantia por análise. Já a água “tratada” pela Associação é utilizada para lavagem da casa, lavagem de louças e mesmo para cozinhar.

Diagnóstico

No documento “Elaboração dos Planos de Saneamento Básico e Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – Prognósticos e Alternativas para a Universalização, Condicionantes, Diretrizes, Objetivos e Metas”, elaborado pelo governo estadual em 2017 para onze municípios, é descrita a condição do abastecimento de Cedrolândia.

“O Sistema de Abastecimento de Água (SAA) de Nova Venécia é operado pela Cesan nas áreas urbanas dos distritos Sede, Santo Antônio do XV e Guararema e auxilia, conforme prescrições do programa Pró-rural, na operação de sistemas menores implantados nas áreas rurais dos distritos e comunidades. Algumas contam com soluções individuais, cujos sistemas são operados pelos próprios beneficiários, podendo, em alguns casos, não ter assistência nem da concessionária nem da administração municipal”.

A publicação informa ainda, num trecho em que refere-se explicitamente a Cedrolância, alguns aspectos do serviço prestado pela associação local: “Não há informações acerca da adutora de água bruta; a bomba da EEAB [Estação Elevatória de Água Bruta] não está funcionando; extravasamento dos floculadores na ETA [Estação de Tratamento de Água]; possibilidade de acesso de pessoas e animais na área do reservatório; reservatório encontra-se em mau estado de conservação; não há monitoramento de água tratada; não há informações a respeito da EEAT [Estação Elevatória de Água Tratada]; não há informação a respeito da vazão da captação”.

Defesa Civil constata risco de vazamento

Em fevereiro de 2018, a Defesa Civil de Nova Venécia emitiu um laudo de vistoria constatando que o reservatório de água da Estação de Tratamento de Água de Cedrolândia apresenta risco parcial à integridade física, à vida e ao patrimônio.

O laudo é assinado pelo coordenador municipal da Defesa Civil de Nova Venécia, Alderiones Leite, e pelo engenheiro Henrique Damasceno, e afirma que, "apesar de não apresentar avarias para um risco imediato, o reservatório possui patologias como trincas que causam vazamento e rede elétrica com avarias, colocando operadores e moradores em risco”. 

O documento sugere ainda “que os responsáveis façam as correções necessárias para sanar o problema e que tais medidas sejam tomadas por profissional qualificado, visto que o quadro é evolutivo e tendo ao agravamento”.

A vistoria foi solicitada pela defesa jurídica dos moradores, que exigem providências do CAC, para garantir que medidas sejam tomadas o quanto antes, preservando a comunidade.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Blindagem coletiva

Greve dos professores não reforçou apenas o perfil antidemocrático do prefeito, mas também a omissão da Câmara de Vitória. Só Roberto Martins enxerga o óbvio?

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Juíza proíbe ex-diretor de Controle Interno de se aproximar da Câmara da Serra

Defensores públicos definem oito medidas para valorização da categoria

MP de Contas requer anulação de concorrência da Secretaria de Estado da Comunicação

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança