Seculo

 

Sérgio Vidigal volta a ser lembrado como base de apoio a Hartung


10/04/2018 às 17:23
A  movimentação nesta primeira semana depois de formada a configuração do cenário político gira em torno da formação de chapas, com maior valorização da figura do vice-governador.
 
Nesse contexto, o ex-prefeito da Serra e deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) volta a ser alvo de atenções, para compor senão como vice, como parte importante da base de apoio na chapa de Paulo Hartung que irá disputar o governo. 
 
Em seu primeiro discurso na Assembleia Legislativa como membro da bancada do PDT, nesta terça-feira (10 ), o deputado Marcelo Santos enalteceu a figura de Vidigal e os motivos que o levaram a deixar o MDB.
 
Embora não tenha se referido à formatação de chapa, sua fala foi o bastante para aquecer o mercado político, com a formação de uma chapa para concorrer ao governo neste ano. 
 
A montagem se daria a partir de entendimentos entre o governador Paulo Hartung e o deputado federal Sérgio Vidigal, presidente do PDT no Estado, que ficaria com a vice ou indicaria outro nome. 
 
As articulações visando à formação dessa chapa vieram à tona depois da ausência de Hartung na inauguração do Aeroporto de Vitória, ocasião em que evitou um confronto com a senadora Rose de Freitas, na época ainda do MDB - hoje Podemos.
 
Guardadas debaixo de sete chaves, as conversas se fixam em um nome para substituir a candidatura à Câmara dos Deputados, na vaga de Vidigal, cuja reeleição é tida como garantida, com mais de 100 mil votos.
 
Marcelo Santos lembrou que a troca de partido ocorreu depois de uma conversa entre a bancada do MDB na Assembleia com o governador, quando os deputados receberam a confirmação de que ele permaneceria no partido, deixando cada deputado livre para buscar o melhor caminho

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Secom
'Esquenta'

Com a a abertura das convenções partidárias, nesta sexta-feira, o mercado ganhou maior intensidade com o racha na base de Hartung

OPINIÃO
Editorial
Mais uma porta na cara
O racismo institucional do Palácio Anchieta ficou ainda mais claro com a presença do jornalista Willian Waack, demitido da Rede Globo por comentários racistas
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Além das lágrimas
MAIS LIDAS

'Esquenta'

Largada embolada

Comando da PM não comparece em audiência de conciliação no Tribunal de Justiça

Projeto que obriga barreiras de proteção na Terceira Ponte tem parecer favorável na Ales

Mistério Público investiga Secretaria de Saúde de Cariacica por irregularidades em prestações de contas