Seculo

 

Troca de partidos altera configuração de bancadas na Assembleia


10/04/2018 às 17:41
Dez dos 30 deputados estaduais trocaram de partido no período permitido pela Justiça, encerrado nesse sábado (7), O MDB, dono da maior bancada, com sete parlamentares, perdeu quatro, permitindo a subida do PRB e do PSB, ficando cada um dos três partidos agora com três representantes.  
O MDB perdeu o presidente da casa, deputado Erick Musso, que migrou para o PRB; Esmael Almeida, para o PSD; Gildevan Fernandes, que mudou para o PTB; e Marcelo Santos, que fechou com o PDT.
O PRB, que não tinha representação na Assembleia, acabou ganhando três: além de Musso, Amaro Neto e Hudson Leal. Com a saída de Amaro e também de Raquel Lessa – que foi para o Pros –, o Solidariedade perdeu sua representação no plenário. Assim como o Podemos, com a mudança de Hudson Leal.
O PTB, que também não tinha nenhum nome na Casa, ganhou a filiação do deputado Gildevan Fernandes. Já o PSB passou a contar com três parlamentares, com a filiação do ex-tucano Sergio Majeski, que se juntou a Bruno Lamas e Freitas.
Do PDT saíram dois nomes e entrou um. Da Vitória foi para o PPS e Euclério Sampaio para o PSDC, sigla que não tinha representação no Legislativo estadual.
Já Marcelo Santos deixou o MDB e se juntou ao líder do governo, Rodrigo Coelho. 
 
Nova configuração

Com três deputados:
 Movimento Democrático Brasileiro (MDB): Doutor Hércules, José Esmeraldo e Luzia Toledo 
- Partido Republicano Brasileiro (PRB): Amaro Neto, Erick Musso e Hudson Leal 
- Partido Socialista Brasileiro (PSB): Bruno Lamas, Freitas e Sergio Majeski  
 
Com dois deputados:
- Partido Democrático Trabalhista (PDT): Rodrigo Coelho e Marcelo Santos 
- Partido dos Trabalhadores (PT): Nunes e Padre Honório
- Partido Republicano da Ordem Social (Pros): Raquel Lessa e Sandro Locutor
- Partido Republicano Progressista (PRP): Almir Vieira e Dary Pagung
- Partido Social Democrático (PSD): Enivaldo dos Anjos e Esmael Almeida
Com um deputado:
- Democratas (DEM): Theodorico Ferraço
- Partido da Mobilização Nacional (PMN): Janete de Sá
- Partido da República (PR): Gilsinho Lopes
- Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB): Pastor Marcos Mansur
- Partido Ecológico Nacional (PEN): Dr. Rafael Favatto
- Partido Popular Socialista (PPS): Da Vitória
- Partido Progressista (PP): Jamir Malini
- Partido Social Democrata Cristão (PSDC): Euclério Sampaio
- Partido Trabalhista Brasileiro (PTB): Gildevan Fernandes
- Partido Trabalhista Cristão (PTC): Eliana Dadalto
- Rede Sustentabilidade (R

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Secom
'Esquenta'

Com a a abertura das convenções partidárias, nesta sexta-feira, o mercado ganhou maior intensidade com o racha na base de Hartung

OPINIÃO
Editorial
Mais uma porta na cara
O racismo institucional do Palácio Anchieta ficou ainda mais claro com a presença do jornalista Willian Waack, demitido da Rede Globo por comentários racistas
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Além das lágrimas
MAIS LIDAS

'Esquenta'

Largada embolada

Comando da PM não comparece em audiência de conciliação no Tribunal de Justiça

Projeto que obriga barreiras de proteção na Terceira Ponte tem parecer favorável na Ales

Mistério Público investiga Secretaria de Saúde de Cariacica por irregularidades em prestações de contas