Seculo

 

Conselheiro questiona Conselho Estadual de Recursos Hídricos sobre Agerh


10/04/2018 às 18:04

Informações fundamentais para o entendimento da gestão das águas no Espírito Santo e compartilhamento com a população foram solicitadas ao presidente do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH), secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), Aladim Cerqueira, pelo conselheiro titular Carlos Humberto de Oliveira, advogado e representante da sociedade civil no colegiado, por meio da ONG Juntos SOS ES Ambiental.

No ofício, encaminhado nesta terça-feira (10), Carlos Humberto requer a prestações de contas do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fundagua), respostas sobre a margem direita capixaba do Rio Doce e uma série de documentos sobre a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), como relatórios de gestão e planejamento estratégico.
 
O conselheiro também solicita a relação dos dez maiores usuários de águas subterrâneas e respectivos volumes outorgados; um relatório detalhado sobre os processos de outorgas do Programa de Barragens do governo estadual, e um estudo de viabilização técnica para possível subdivisão do CBH do Litoral Centro Norte em dois Comitês: Bacias Hidrográficas do Rio Piraqueaçu e do Rio Riacho e Bacias Hidrográficas do Rio Reis Magos e do Rio Jacaraípe.
 
O conselheiro enfatiza que o objetivo do requerimento é fortalecer a Agerh. “Decidi fazer uma aproximação da Agerh com o Conselho. O problema da gestão dos recursos hídricos não está na Agência, mas no governo, na Seama”, pondera.
 
Carlos Humberto alega que desde que a Agerh foi criada, no governo de Renato Casagrande (PSB), tem sofridos muitos reveses de Paulo Hartung. Depois de excessiva demora para formação da equipe da agência, a partir de servidores do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) há muito à disposição para tal, a agência ainda sofre com um sério déficit de pessoal. “É urgente um concurso público específico pra Agerh”, diz. 
 
O ofício ressalta que as solicitações são consequência da Avaliação das Metas de Gestão de Águas no âmbito do Sistema Estadual/Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão), e de uma reunião realizada com o diretor de Gestão Hídrica da Agerh, “além de serem necessárias para um melhor exercício da representação da sociedade civil no atual mandato no CERH”.
 
O advogado e ambientalista diz que tais informações podem ser solicitadas por qualquer cidadão, diretamente à Agerh, com base em vários ordenamentos jurídicos, incluindo o Artigo 19 da Declaração Mundial dos Direitos Humanos, mas que houve, neste caso, a opção por fazer a solicitação no âmbito do CERH de conselheiro para presidente do Conselho. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Devoção' cega

Enquanto lideranças partidárias ecoam o ‘Volta Hartung’, o próprio lava as mãos e deixa seu exército fiel em apuros nas eleições deste ano

OPINIÃO
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Carta ao inventor da música
''Mas que alma mora no sol?''
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Roberto Junquilho
Tem jabuti na árvore
Por trás da conturbada escolha do candidato ao governo, há uma clara demostração de poder de Hartung
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Último desejo
MAIS LIDAS

Ministério Público investiga suspeita de cartel em licitações da Secretaria de Agricultura

Amancio, um cantador da capoeira

'Devoção' cega

Vagas no Senado viram a grande disputa deste ano no Espírito Santo

A quadrilha democrática da Rua Sete