Seculo

 

PT realiza atos pró-Lula e garante não existir plano B para disputa à Presidência


13/04/2018 às 17:46
No mesmo dia em que circula farto noticiário nacional sobre a possibilidade de o PT abrir mão de ser cabeça de chapa presidencial, o partido promoveu em várias cidades, incluindo Vitória, atos de protesto contra a prisão do ex-presidente Lula, reafirma a candidatura, e diz que não existe plano B. 
Em Vitória, o partido realizou na noite desta sexta-feira (13), na praça Costa Pereira, o ato político-cultural “Lula Livre”, com a participação de artistas e lideranças políticas. 
Em São Paulo, o PT promove até este sábado (14), a “Conferência Nacional Lula Livre”, na qual participam delegações da Argentina,. Uruguai, Venezuela e Espanha. quando serão avaliados os movimentos em defesa do ex-presidente e as perspectivas para as eleições deste ano.
Petistas no Estado rechaçaram matéria publicada no jornal paulista Valor Econômico. De acordo com o jornal, o PT já admite abrir mão da cabeça de chapa presidencial e fazer alianças com Ciro Gomes, do PDT, e Joaquim Barbosa, do PSB, que foi relator do Mensalão.
“Uma aliança com o ex-governador Ciro Gomes é hoje o cenário mais considerado entre aqueles que não veem chances de o partido encabeçar uma chapa”, afirma o Valor, para em seguida expor a dificuldade para a formação dessa chapa, em decorrência dos posicionamentos contrários a Lula e ao partido do presidenciável.
Com Joaquim Barbosa, o jornal cita a origem humilde dele, comparando-a com a de Lula, diz que até José Dirceu reconhece, com pragmatismo, uma aliança com ele, mas ressalta como ponto negativo que Barbosa foi o ministro relator do Mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF). 
Para petistas, no entanto, esse noticiário é parte de estratégias da direita para tumultuar os movimentos pró-Lula. Mesmo que a prisão de Lula seja longa e intermitente, ele poderá concorrer à Presidência e esse é o único plano, afirmam.
Como comprovação, cita a intensa movimentação de todas as lideranças não só do PT, mas de outros partidos de esquerda, que estão reunidos até este sábado, em São Paulo, e as ações que se desenvolvem em várias frentes, a fim de preservar a candidatura e a integridade física do ex-presidente Lula. 
Além disso, existe um entrave para essas composições, que é o Fundo partidário. Como maior bancada na Câmara dos Deputados, o PT tem direito, segundo cálculos do Valor, a R$ 212 milhões e já definiu que gastará um terço dessa quantia na campanha presidencial. 
Caso viesse a formar alianças com partidos, não teria como fugir de empregar esses recursos em candidatos de outras siglas. “Seria como jogar dinheiro fora e o Lula às traças”, avalia dirigentes petistas.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Deu zebra

Já está na hora de passar o governador Paulo Hartung a limpo...

OPINIÃO
Editorial
Mais uma porta na cara
O racismo institucional do Palácio Anchieta ficou ainda mais claro com a presença do jornalista Willian Waack, demitido da Rede Globo por comentários racistas
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Além das lágrimas
MAIS LIDAS

Enivaldo diverge de Neucimar e expõe risco de racha na base governista

Corregedoria da Prefeitura de Vitória é acionada para investigar perda de recursos de compensação ambiental

Fase Escelsa e Rádio Capixaba de Hugo Borges

Chapa de deputados estaduais do PCdoB se arma para fortalecer Givaldo Vieira

A importância das eleições