Seculo

 

O voto facultativo


23/04/2018 às 19:45
Recente pesquisa em todo Brasil apontou que 46% dos eleitores estão pessimistas para a votação. Pudera, o povo só vê roubalheira dos políticos. Seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
 
Na realidade este tipo de escolha pode também ser perigoso. Vejam o que aconteceu nos Estados Unidos. Lá, o voto não é obrigatório, vence pela margem de votos. Nas ultimas eleições, boa parte dos americanos resolveu votar e foi eleito o pior presidente americano de todos os tempos.
 
Isso é, não é obrigado a votar, mas quando resolvem fazer, pode ser que o tiro saia pela culatra.
 
No Brasil este processo iria valer a pena, pois o cidadão brasileiro está cansado de tanta corrupção, uma bandidagem desenfreada, que mancha até alguns políticos de boa índole (existe).
 
Já pensaram como tudo iria se transformar? Propaganda política, plataforma de candidato, tudo de boa vontade. Ou no dia das eleições, aquele sol e calor e todo mundo na praia e ninguém votando. Os políticos iriam ficar no ora veja.
 
Com Lula preso, muita coisa poderá mudar no cenário político brasileiro, inclusive na escolha do candidato. Mas é preciso RENOVAÇÃO.
 
Pensando um pouco mais, que tal irmos para o voto facultativo? Isso também é democracia!
 
PARABÓLICAS
 
Renatinho Almeida, excelente produtor e editor, foi dispensado da Jovem Pan Vix. Bom nome disponível na praça.
 
Volta-se a ventilar a venda da Tribuna FM no valor de R$ 20 mi. Não está incluída a AM como contrapeso.
 
Luiz Souza mostra toda a sua eficácia na produção das rádios Na Cor da Vida e Nossa Rádio, ambas FM.
 
Comenta-se que a Líder FM pode passar para as mãos do Grupo Nova Onda de rádio (João Cremasco).
 
MENSAGEM FINAL
 
As dificuldades são como as montanhas. Elas só se aplainam quando avançamos sobre elas. Provérbio japonês

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Até tu?

A situação está tão difícil, que PH almejou fazer uma dobradinha com os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço

OPINIÃO
Editorial
Quem paga a conta senta na cabeceira?
O financiamento pela Arcelor de uma pesquisa da Ufes de R$ 2 milhões acende o alerta sobre a autonomia universitária e a transparência nos acordos entre academia e capital privado
JR Mignone
Uma análise
Algumas emissoras, aquelas que detêm alguma ou boa audiência, dedicam-se pouco à situação do país
Roberto Junquilho
A montagem da cena
Em baixa junto aos prefeitos da Grande Vitória, Hartung dispara para o interior do Estado
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A festa do chá
MAIS LIDAS

Até tu?

Advogados questionam gestão de Homero Mafra à frente da OAB no Estado

Sem ração devido à greve de caminhoneiros, avicultores doam 100 mil frangos e 360 mil ovos em Vitória

Teatro de Arena em exposição no Sesc Glória

O livro