Seculo

 

III Feira Nacional da Reforma Agrária divulgou produção capixaba do campo


07/05/2018 às 18:21
A III Feira Nacional da Reforma Agrária contou com a participação de 38 feirantes oriundos do Espírito Santo, que mostraram toda a diversidade da produção agrícola e agroecológica feita nos acampamentos e assentamentos ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST/ES).

Nos quatro dias do evento (3 a 6 de maio), o Parque da Água Branca, em São Paulo, viu serem comercializadas 420 toneladas de produtos, a preço justo, por 1.215 feirantes assentados e acampados.

O evento teve o objetivo de colocar em evidência a cultura popular e promover o diálogo com a sociedade sobre a necessidade de outro modelo de alimentação, a partir da produção camponesa de alimentos saudáveis.

A caravana capixaba comercializou cerca de 8,5 toneladas, somando as mais de 250 variedades, com destaque para os produtos da Terra de Sabores e o Viveiro de Plantas, além das demais bancas de verduras, frutas, legumes, raízes, cereais e artigo da agroindústria, como o café.

Foram mais de 260 mil pessoas a circularem pela Feira. Além da aquisição dos produtos, o público habitualmente busca também dialogar e interagir com os camponeses. “As feiras da Reforma Agrária confirmam o papel fundamental que os camponeses possuem no desenvolvimento socioeconômico, ambiental e político da nação”, opina Adelso Rocha, da coordenação estadual do MST.

Entusiasmados com o sucesso do evento nacional, os assentados e acampados no Espírito Santo já preparam a realização da III Feira Estadual de Produtos da Reforma Agrária, prevista para setembro de 2018, no Centro de Vitoria.

“Nessa conjuntura de retirada de direitos dos trabalhadores, o MST vem materializado o resultado das lutas, ampliando o apoio da sociedade e a articulação campo-cidade”, ressalta o líder camponês. “As feiras têm transformado parques e praças em territórios da reforma agrária”, ilustra.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Crônica de uma eleição

Vagões do trem do governador Paulo Hartung estão acima da capacidade da locomotiva. Haja peso para carregar...

OPINIÃO
Editorial
Futuro interrompido
Onde estão os promotores, delegados, políticos e demais agentes públicos para berrarem em defesa da infância? Mortes no Heimaba são alarmantes e inadmissíveis!
JR Mignone
Nova rádio
Tudo modificado, tudo moderno na Rádio Globo
Roberto Junquilho
Para onde ir?
A crítica vazia e sem fundamento à classe política coloca em risco a democracia
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Flic-ES: 'As livrarias não vendem obras capixabas'

Vitória já poderia ter identificado as fontes de emissão de pó preto

'Pensar a educação como a preparação do corpo para sentir, aprender e sonhar'

Webdoc Corpo Flor reflete sobre negritude e sexualidade