Seculo

 

Ibiraçu tem um policial para cada 2,5 mil habitantes


10/05/2018 às 17:47
Inspeção do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) realizada na Delegacia de Ibiraçu, no norte do Estado, identificou efetivo policial insuficiente e várias deficiências na estrutura física e viaturas, situação já corriqueira nas unidades policiais capixabas

Um dos fatos mais graves identificados pela inspeção foi a falta de um local adequado para manter os presos. “A unidade é pequena, não tem muito espaço e nem uma sala reservada para abrigar os detentos. O que se tem é uma estrutura de ferro que mantém os presos algemados e não garante nenhuma segurança aos policiais e aos cidadãos”, disse, Humberto Mileip, vice-presidente do Sindipol/ES.

Segundo a entidade, a delegacia fica no segundo andar de um prédio, mas não possui rampas de acesso ou elevador para pessoas com locomoção reduzida, além da estrutura física estar em péssimas condições. 

No interior do prédio, foram constatadas paredes mofadas, com rachaduras e infiltrações, teto descascando, fiação exposta, entre outros problemas.

Com relação às viaturas, existem três, porém, uma está comprometida pelo desgaste do tempo de uso.

A unidade policial de Ibiraçu registra aproximadamente 306 inquéritos ao ano, mas conta apenas com quatro investigadores de polícia e um delegado que também responde pela cidade de João Neiva. Ou seja: são cinco policiais responsáveis por atender a demanda de uma população estimada em mais de 12.500 habitantes, chegando a uma média de 2,5 mil pessoas para cada policial.

“É preocupante a situação de todas as unidades da Polícia Civil no Espírito Santo. Enquanto o governo não agir com políticas realmente estruturantes, nós vamos continuar definhando. Chega de medidas paliativas. Precisamos de políticas que valorizem os nossos policiais e garantam as condições mínimas de trabalho”, disse Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Crônica de uma eleição

Vagões do trem do governador Paulo Hartung estão acima da capacidade da locomotiva. Haja peso para carregar...

OPINIÃO
Editorial
Futuro interrompido
Onde estão os promotores, delegados, políticos e demais agentes públicos para berrarem em defesa da infância? Mortes no Heimaba são alarmantes e inadmissíveis!
JR Mignone
Nova rádio
Tudo modificado, tudo moderno na Rádio Globo
Roberto Junquilho
Para onde ir?
A crítica vazia e sem fundamento à classe política coloca em risco a democracia
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Flic-ES: 'As livrarias não vendem obras capixabas'

Vitória já poderia ter identificado as fontes de emissão de pó preto

'Pensar a educação como a preparação do corpo para sentir, aprender e sonhar'

Webdoc Corpo Flor reflete sobre negritude e sexualidade