Seculo

 

I Jornada de Luta Contra o Extermínio da Juventude Negra no Espírito Santo


15/05/2018 às 07:23
"Com menos de três linhas, a Lei Áurea decretou, no dia 13 de maio de 1888, o fim legal do processo de escravização de negras e negros no Brasil. Entretanto, apesar da extinção formal, a dimensão social e política da abolição está inacabada. Uma das principais consequências vividas atualmente é o extermínio da juventude negra. No Espírito Santo, jovens negras e negros têm 5,5 vezes mais chances de morrer vítimas de homicídio na comparação com jovens brancos, de acordo com Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência de 2017", diz o texto que anuncia a I Jornada de Luta Contra o Extermínio da Juventude Negra no Espírito Santo. Os eventos, que têm início nesta terça-feira (14), constituiem uma grande mobilização no mês em que completam-se 130 anos da lei da “abolição”.
Precisamos cada vez mais mobilizar a sociedade na luta pela vida, contra o racismo e cobrar ações do Estado para enfrentar o extermínio da juventude negra. Neste sentido, convidamos os capixabas a participar das atividades da I Jornada de Luta Contra o Extermínio da Juventude Negra no Espírito Santo e fortalecer nosso processo de mobilização e reivindicação”, explica Lula Rocha, coordenador do Círculo Palmarino, uma das entidades que organizam a jornada. 
Estão previstos debates, rodas de conversa, seminários, atos públicos, shows, saraus, batalhas, palestras, grupos de estudo, aulas públicas, cineclubes, audiências públicas, além de intervenções artísticas. "É uma programação construída coletivamente, que conta com diversas atividades na Grande Vitória e no interior; nas comunidades, morros, praças, ruas, becos, escolas, quilombos, faculdades, parlamentos, enfim, são vários espaços para reafirmar e fortalecer nossa luta pela vida e contra o racismo”, explica Lula Rocha.

Sem respostas
Segundo Lula, um dos objetivos é não deixar a data simbólica cair no esquecimento e, ao contrário, por meio da mobilização, dar visibilidade à luta, que não tem tido o apoio necessário dos governos. Um exemplo disso ficou claro durante o protesto realizado em memória dos jovens Damião Reis e Ruan Reis, executados cruelmente no morro da Piedade, Centro de Vitória, em 25 março deste ano. Num ato, realizado no dia 28 de março, que tomou as ruas do bairro, um documento foi protocolado no Palácio da Fonte Grande, ainda sem reposta.
“No documento, pedimos abertura de diálogo por meio da realização de audiências públicas com o governador Paulo Hartung e seu secretariado. Isso para construção de políticas públicas e propostas concretas para reduzir o extermínio da juventude negra, que está em curso e não cessa. Até hoje não tivemos nenhum retorno”, disse Lula.
As entidades querem que seja construída, em diálogo com os movimentos sociais, uma nova política de segurança pública que deixe de ter como foco o confronto com objetivo midiático, que deixam como saldo mortes, incluindo o de policiais, e que criminaliza comunidades de bairros periféricos.
“Faltam investimentos em políticas voltadas para a juventude, que sejam sérias, com pessoal, orçamento e suporte técnico. O que se faz são projetos com cunho eleitoreiro, sem efetividade. Além disso, quem se propõe a fazer alguma coisa, no caso os movimentos da sociedade organizada, não recebe nenhum apoio”, critica Lula. 
 
 
Programação:
 
14/5 a 18/5 (segunda)
19h – 1° Semana para Educação Étnico-Racial
Local: IFES de Colatina
Realização: IFES Colatina e Itabina
 
18/5 (sexta)
19h – Projeto Boca a Boca Especial
Local: Praça de São Pedro I – Vitória/ES
Realização: Projeto Boca a Boca
 
19/5 (sábado)
9h30 – Roda de Diálogo: “A saúde da população negra e a privatização do SUS”
Realização: Fórum Nacional de Mulheres Negras no ES – FNMN
 
20/5 (domingo)
9h – AfirmAção no Centro – Aula de Campo da AfirmAção Rede de Cursinhos Populares no Centro de Vitória/ES.
Local: Palácio Anchieta – Centro – Vitória/ES
Realização: AfirmAção – Rede de Cursinhos Populares
9h – Roda de Capoeira e de Conversa
Local: Antiga Escola Edna Matos, Jesus de Nazareth – Vitória/ES
Realização: Grupo de Capoeira Angola Volta ao Mundo
15h - Cineclube Raízes da Piedade
Local: Centro de Vivência da Piedade - Morro da Piedade - Vitória/ES
Realização: Instituto Raízes da Piedade
 
21/5 (segunda)
19h - Debate: “130 anos do mito da abolição”
Local: Câmara de Vereadores de Vitória
Realização: Círculo Palmarino e Mandato do Vereador Roberto Martins 
 
22/5 (terça)
9h e 20h20 - Semana da Diversidade - "Qual a paz que eu não quero conservar pra tentar ser feliz?"
Local: Centro Universitário Católica de Vitória 
Realização: Centro Universitário Católica de Vitória
 
23/5 (quarta)
9h e 20h20 - Semana da Diversidade - "Qual a paz que eu não quero conservar pra tentar ser feliz?"
Local: Centro Universitário Católica de Vitória 
Realização: Centro Universitário Católica de Vitória 
 
24/5 (quinta)
14h – Grupo de Estudos Mandela 
Local: Museu Capixaba do Negro – Parque Moscoso – Vitória/ES
Realização: Núcleo Afro Odomodê
18h30 – Roda de Conversa “O extermínio da juventude negra”
Local: Casa do Estudante – Cachoeiro de Itapemirim/ES
Realização: Centro de Referência da Juventude, Casa do Estudante, Ouvidoria da Câmara, UNEGRO e UGT
9h e 20h20 - Semana da Diversidade - "Qual a paz que eu não quero conservar pra tentar ser feliz?"
Local: Centro Universitário Católica de Vitória 
Realização: Centro Universitário Católica de Vitória 
 
25/5 (sexta)
18h30 – Slam Nísia 
Local: Porto do Rio, Barra do Jucu, Vila Velha/ES 
Realização: Slam Nísia
18h40 - Debate: "Qual a paz que eu não quero conservar pra tentar ser feliz?"
Local: Centro Universitário Católica de Vitória 
Realização: Centro Universitário Católica de Vitória
 
26/5 (sábado)
13h – Encontro da Nação Hip Hop Brasil 
Local: Casa de Pandora – Santa Marta – Vitória/ES 
Realização: Nação Hip Hop Brasil
19h – TG pra Vida Especial – Pré Lançamento do CD “Entre o crime e o rap” do EmiciThug
Local: Praça Céu – Nova Rosa da Penha II – Cariacica/ES
Realização: Coletivo CriAtividade
 
27/5 (domingo)
11h - Samba da resistência 
Local: Casa da Memória - Morro da Piedade - Vitória/ES
Realização: Instituto Raízes da Piedade
 
29/5 (terça)
18h – Cine CRESS “Extermínio da população negra: o que o Serviço Social tem a ver com isso?
Local: Cine Metrópoles – Universidade Federal do Espírito Santo 
Realização: Conselho Regional de Serviço Social – CRESS
 
30/5 (quarta)
19h – Obinrin: Grupo de Estudo e de empoderamento da mulher negra
Local: Praça do Morro do Quadro – Vitória/ES
Realização: Núcleo Afro Odomodê

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Até tu?

A situação está tão difícil, que PH almejou fazer uma dobradinha com os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço

OPINIÃO
Editorial
Quem paga a conta senta na cabeceira?
O financiamento pela Arcelor de uma pesquisa da Ufes de R$ 2 milhões acende o alerta sobre a autonomia universitária e a transparência nos acordos entre academia e capital privado
JR Mignone
Uma análise
Algumas emissoras, aquelas que detêm alguma ou boa audiência, dedicam-se pouco à situação do país
Roberto Junquilho
A montagem da cena
Em baixa junto aos prefeitos da Grande Vitória, Hartung dispara para o interior do Estado
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A festa do chá
MAIS LIDAS

Até tu?

Advogados questionam gestão de Homero Mafra à frente da OAB no Estado

Sem ração devido à greve de caminhoneiros, avicultores doam 100 mil frangos e 360 mil ovos em Vitória

Teatro de Arena em exposição no Sesc Glória

O livro