Seculo

 

O livro


26/05/2018 às 17:13
De uns dois anos para cá, fiquei ouvindo alguns conhecidos me incentivando a escrever um livro sobre a minha vivência no rádio. Um dia amanheci determinado e resolvi iniciar. Me organizei para isso. Peguei a carteira do trabalho e fui anotando datas e empresas por onde passei. Na época que comecei, havia a carteira do menor. Comecei por ela.
Uma vez vi alguém falar que era uma longa história. Gostei e resolvi colocar o nome do livro Eu sou uma longa história, pois analiso meus 50 anos de rádio. Devo confessar que foram dias e às vezes noite, dentro de rádio. Férias foram poucas.
Tive um intervalo de seis anos nessa trajetória, que foram aqueles que passei nos Estados Unidos e, mesmo assim, trabalhando, estudando e ouvindo rádio. O livro conta sobre tudo, as vitórias e derrotas, as pessoas boas e ruins com quem trabalhei, as amizades e os pouquíssimos desafetos, muitos deles que nem conheço.
Escrever sobre suas memórias é muito bom. Nos leva a passagens que a gente tinha esquecido, nos leva a ver os caminhos errados que trilhamos, e as recompensas do trabalho duro também.
Sei como é o interesse do leitor quando se fala em livro de memórias. Sempre tem aqueles que gostariam de ver seu nome nas páginas do livro. Confesso que depois de pronto, pensei e repensei se faltava alguém, se tinha mais alguma história a contar. Não lembrei, mas deve ter.
De qualquer forma, tive filhos, plantei árvores (tem três enormes em Manguinhos) e agora escrevi um livro. Dizem que todo homem, antes de morrer, deve “plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro”. Essa frase tem um significado muito profundo, que nos leva à nossa origem, nos religando à energia divina e nos ensinando um caminho de volta ao nosso Pai.

(Nota – Cada capítulo do livro será postado sempre aos sábados. No primeiro, Introito - abaixo; no próximo o Capítulo Um).

INTROITO
José Roberto Mignone é de Cachoeiro de Itapemirim (1948), iniciou sua carreira na ZYL-9, onde brilharam demais nomes do cenário local e nacional.
É pós-graduado em administração pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), e pré-qualificado em mestrado em comunicação pela UNB.
 
EM RÁDIOS
Atuou nas principais emissoras (tanto em cargos artísticos quanto executivo): 
Rádio Vitória, Rádio Capixaba, Rádio Espírito Santo, Rádio Tribuna, Sistema Gazeta de Rádio, Rádio América (prêmio nacional) e Rede Sim.
 
EXECUTIVO
Projetou e dirigiu as Rádios Tribuna FM, do Grupo João Santos, e Tropical FM (Faesa), Jovem Pan FM/AM de São Mateus. 
 
EM TELEVISÃO
Trabalhou na TVE e TV Assembleia – Como apresentador de noticiários e entrevistador.
 
ASSESSORIAS
Trabalhou na Assessoria de comunicação da Escelsa e foi assessor parlamentar em Brasília (Rose de Freitas).
 
EXTERIOR
Viveu nos Estados Unidos por seis anos, fez cursos de rádio e TV na Bonneville Media Communication. Posteriormente. fez estágio na Voice Of América (Brazilian Branch)
 
ARTICULISTA
Tem artigos sobre mídia publicados semanalmente no jornal Século Diário e no Sim Notícias - Escreve na Revista SIM. Foi colunista no ES Hoje.
 
ATIVIDADES RECENTES
Apresentou o programa Debate/Rebate na TV Sim. 
Atualmente edita e apresenta o JORNAL DA REDE da Rede SimSat para 34 emissoras do grupo.
 
Certa vez ouvi um religioso fazendo sua pregação. Veio-me o pensamento da influência das Sagradas Escrituras na humanidade. Achei que a essência da PALAVRA pudesse influenciar o rádio. Então criei esses dizeres com base no VELHO e NOVO testamento.
 
“As velhas e novas palavras
As velhas palavras abriram todos os caminhos  
As palavras novas calam mais profundamente a alma e o coração
 
As velhas palavras guiaram santos e profetas
As novas palavras atingem as mentes livres de dogmas e preconceitos
 
As palavras velhas determinam as orientações em busca da salvação
As palavras novas emanam um sentido novo através do entendimento
 
Rádio se faz com novas palavras”.
 

Nota – Cada capítulo será postado sempre aos sábados. No próximo o Capítulo Um.
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Cara e crachá

Uns publicaram vídeos e notas nas redes sociais, outros só notas, outros nada. Mas a CPI da Lava Jato continua na conta dos deputados arrependidos

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

‘Lutava contra um sistema podre e falido com os braços amarrados. Agora estou livre’

Visita de interlocutores de Hartung a Rodrigo Maia sinaliza mudança de cenário

Juiz Leopoldo mais próximo de ir a Júri Popular por assassinato de Alexandre Martins

Hartung, o suspense

Contrato do governo do Estado com a Cetesb sobre poluição do ar continua sigiloso