Seculo

 

Greve dos caminhoneiros suspende eventos culturais do feriado


29/05/2018 às 16:33

Ao menos dois eventos culturais que aconteceriam neste feriado foram adiados por conta das incertezas geradas devido à paralisação dos caminhoneiros e falta de acordo com o governo federal: a tradicional Festa do Caboclo Bernardo em Regência, em Linhares (norte do Estado), e o Festival Holístico das Artes Cósmicas (Fhac), em Patrimônio da Penha, município de Divino de São Lourenço, região do Caparaó. 

“Tal decisão foi tomada devido à atual situação em que se encontra o nosso país [greve dos caminhoneiros e desabastecimento das cidades], impossibilitando que aconteça na data já marcada uma homenagem à altura do nosso herói”, comunicou a Associação de Moradores de Regência (Amor), uma das organizadoras da Festa do Caboclo Bernardo, que costuma acontecer nas proximidades da data de morte do herói local, dia 3 de junho. A Amor já informou uma nova data, prevista para o final de semana dos dias 22, 23 e 24 de junho.

O Fhac, que este ano chega à oitava edição com diversas atividades musicais, artísticas e sustentáveis, lamentou em nota ter que optar pelo adiamento. “Tentamos até o último fôlego que nos restava, mas infelizmente, a situação atual do país impossibilita a realização do evento na data programada. Nosso público não atua como simples participante, mas como peça chave para o evento. Sem ele nosso festival não teria essa energia maravilhosa”.

Alejandra Rodriguez, que mora em Vitória, era uma das que estava preparada para participar mas foi pega de surpresa. “Eu ia por causa do festival, fiz as reservas, tinha tudo pago. Achei uma falta de respeito com quem já tinha se programado. Ia de carona com amigos, mas eles desistiram por causa do cancelamento do festival. Outros ainda querem ir mas ainda estamos vendo como conseguir o transporte”, disse.

Os organizadores garantiram que o evento será realizado em nova data a partir do diálogo com a comunidade local. “No interior ainda não chegou combustível, muito de nosso pessoal com mercadorias, equipamentos, não conseguiram chegar para a preparação, além das bandas e público também poderem encontrar dificuldades. Nosso evento tem intuito de promover a cultura e não de gerar lucro, então achamos melhor optar por um momento em que todos possam participar”, disse Lucas Almeida, um dos organizadores do Festival. Ele afirmou que o grupo ainda não calculou se houve prejuízos, mas acredita que eles serão menores, por se tratar de um evento beneficente, colaborativo e comunitário.

A festa de Corpus Christ de Castelo também foi afetada pelos acontecimentos dos últimos dias. O evento vai ocorrer dentro da data normais das celebrações, porém, a prefeitura informou que “devido à greve dos caminhoneiros e para a manutenção da ordem pública, a 55ª edição da ‘Festa de Corpus Christ de Castelo’ não contará com o comércio de ambulantes. As tradicionais barraquinhas que ocupam a avenida principal da cidade foram canceladas e os comerciantes que haviam adquirido espaços terão seu dinheiro devolvido.
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

De demolidor a demolido

Até outro dia, o MDB era o partido mais importante do Estado, mas entrou em agonia com a interferência de PH

OPINIÃO
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uma revoada de colibris
MAIS LIDAS

De demolidor a demolido

Assaltante foragido da Justiça capixaba é preso em estádio na Rússia

Licitação para gestão dos quiosques em Camburi só tem uma empresa concorrente

Quarenta e um presos morreram entre março de 2015 e fevereiro de 2018 no Estado