Seculo

 

Candidatura de Jurandy Loureiro ao Senado ganha apoio das Assembleias de Deus


08/06/2018 às 14:33
Em reunião realizada na noite dessa quinta-feira (7), a diretoria da Convenção das Assembleias de Deus do Espírito Santo (Cadeeso) confirmou o nome do ex-deputado federal Jurandy Loureiro (PHS) como pré-candidato ao Senado Federal nas eleições deste ano. 
 
A confirmação repercute negativamente na reeleição do senador Magno Malta (PR), que busca uma recomposição com parte do público evangélico. 
 
O apoio da Cadeeso agrega um potencial de mais de 500 mil votos e serve de apelo para outras entidades. Este foi o caso da Confrateres, que na manhã desta sexta-feira (8), aprovou por unanimidade o nome de Jurandyr para disputar o Senado. A Confrateres representa as lideranças das Assembleias de Deus no Espírito Santo. 
 
No mês de abril, a Cadeeso anunciou o nome de Jurandy Loureiro como provável concorrente, condicionando a formalização do apoio a conversas que mantinha, também, com o senador Magno Malta (PR), candidato à reeleição. Malta buscava uma reaproximação com a Cadeeso. 
 
Na reunião dessa quinta, o nome de Jurandy foi referendado pela diretoria, liderada pelo pastor Arnaldo Candeias, alinhado com Jurandy Loureiro, apontado como articulador para a vitória de Candeias sobre Oscar de Moura, que há 14 anos presidia a instituição, em fevereiro deste ano.

A Cadeeso reúne mais de 300 congregações religiosas no Estado. Comunicados formais passarão a ser expedidos para as filiadas à Cadeeso, que também organizará visitas a outras denominações religiosas, como parte da campanha para eleger Jurandy ao Senado.
 
O ex-deputado está sem cargo eletivo desde 2010 e ganhou a preferência da  Cadeeso por sua longa amizade com o atual presidente Arnaldo Candeias e por ser “ficha limpa”. Na Câmara Federal, Jurandy teve um desempenho discreto, alinhando-se às pautas da bancada evangélica.
 
Para o governo do Estado, embora não tenha formalizado uma aliança, a Cadeeso acolhe o nome do ex-governador Renato Casagrande (PSB). O socialista está cofirmado para falar durante a Assembleia Geral Ordinária, que será realizada em julho. Nesse encontro, o nome de Jurandy será aclamado, juntamente com candidatos a outros cargos.
 
O assédio à Cadeeso em época eleitoral é intenso por conta do potencial de votos que a entidade apresenta em suas mais de 300 igrejas espalhadas no Espírito Santo. A entidade ganhou mais visibilidade nessa área a partir da gestão do pastor Oscar de Moura.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

De demolidor a demolido

Até outro dia, o MDB era o partido mais importante do Estado, mas entrou em agonia com a interferência de PH

OPINIÃO
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uma revoada de colibris
MAIS LIDAS

Assaltante foragido da Justiça capixaba é preso em estádio na Rússia

Quarenta e um presos morreram entre março de 2015 e fevereiro de 2018 no Estado