Seculo

 

Vereador de Alegre é condenado a quatro anos de prisão por crime eleitoral


08/06/2018 às 18:04
O vereador de Alegre, Mário Wesley Paiva Zanetti, o Pezão (Rede), foi condenado a quatro anos de prisão, em regime aberto, e pagamento de multa, por prática irregular no transporte de eleitores no dia da votação, em 2016. Na mesma sentença, o juiz eleitoral Kleber Júnior condenou o motorista Leonardo da Silva Ferreira.
 
Segundo denúncia do Ministério Público Estadual, acatada pelo juiz de primeira instância, Leonardo foi preso em flagrante delito, quando transportava eleitores para locais de votação, desrespeitando a legislação em vigor. O carro pertencia ao vereador, que tentou se desculpar, mas entrou em contradição. 
 
Constam dos autos que Leonardo cumpria ordens do parente de Pezão, João Bragança. No veículo, além de eleitores, foram encontrados panfletos e santinhos do então candidato a vereador Mário Pezão, que está em seu segundo mandato. 
 
O Ministério Público justificou a medida afirmando que nenhum “veículo ou embarcação poderá fazer transporte de eleitores desde o dia anterior ao posterior às eleições, salvo se estiver autorizado pela Justiça Eleitoral”.
 
As pessoas conduzidas no veículo negaram o favorecimento ao candidato a vereador, mas, mesmo assim, a Justiça acatou a denúncia do Ministério Público. 
 
Os dois réus, além da condenação, terão que pagar multa no valor de um terço do salário mínimo vigente na época do crime. A defesa vai recorrer. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

De demolidor a demolido

Até outro dia, o MDB era o partido mais importante do Estado, mas entrou em agonia com a interferência de PH

OPINIÃO
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uma revoada de colibris
MAIS LIDAS

Assaltante foragido da Justiça capixaba é preso em estádio na Rússia

Quarenta e um presos morreram entre março de 2015 e fevereiro de 2018 no Estado