Seculo

 

Cabeceira da ponte de Jacaraípe está ameaçada de desabar


11/06/2018 às 19:36
A cabeceira da ponte de Jacaraípe, na Serra, está ameaçada de desabar. A denúncia foi novamente feita nesta segunda-feira (11) nas redes sociais, chegando ao Plenário da Assembleia Legislativa (Ales).

“Passei lá a pé e vi aquela situação. Está caindo. Não sei se a água que está tirando a terra, mas sei que está caindo”, reclama o aposentado Sergio Gimenes de Souza, morador de São Francisco, na Grande Jacaraípe.

Cansado de denunciar os crimes ambientais e precariedades dos equipamentos e serviços públicos, sem conseguir qualquer providência efetiva, Sergio disse que, desta vez, compartilhou as fotos apenas nas redes sociais. “Cansei de ir à Prefeitura”, diz.

Na Assembleia, foi o deputado serrano Bruno Lamas (PSB) quem expôs o caso, lembrando que ele já é de conhecimento do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER) há oito anos, segundo um ofício da Defesa Civil da Serra, datado de 19 de junho de 2017, em que o caso é rememorado.

“As estruturas de concreto armado estão a tal ponto danificadas sob a ponte, que já geram enorme preocupação, inclusive, sobre a ponte, é visível trinca longitudinal de amplo alcance, gritante, que mesmo sendo ‘mascarada’ quase que ano a ano, com interferências paliativas, insiste em se manter, agora, de forma definitiva e preocupante”, relata o ofício da Defesa Civil, referindo-se ao período entre a primeira e a segunda vistoria, feitas em 2009 e 2017.

“Cabe salientar que, somando-se às patologias aventadas, existe a realidade local, de passagem de caminhões de enorme capacidade, sempre carregados, ou com matérias de construção em obras de vulto em Aracruz, ou pela constante presença pelas madrugadas de caminhões de pedras (mármore e granito), que por ali transitam, haja visto ser esse percurso bastante encurtador de distâncias e fugas de fiscalizações, portanto, de ampla utilização, o que espera-se portanto ser fator de aceleração das presentes patologias e ainda formador de outras mais em breve curto tempo”.

Este fato, segundo o deputado, comprova mais um descaso do atual governo do Estado com a Serra. "Assim como, o abandono do Contorno de Jacaraípe, do Contorno do Mestre Álvaro, da Escola Aristóbulo Barbosa Leão, do Faça Fácil entre outras. Lembrando que é do governador a prerrogativa exclusiva de fazer as obras. Cabe ao deputado e ao parlamento capixaba cobrar, fiscalizar e legislar”, afirmou Bruno Lamas.

À lista do parlamentar, Sergio Gimenes acrescenta o esgoto doméstico, que é lançado pelos moradores na rede pluvial, contaminando o mar. “Não vou à praia há 15 anos!”, lamenta. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

De demolidor a demolido

Até outro dia, o MDB era o partido mais importante do Estado, mas entrou em agonia com a interferência de PH

OPINIÃO
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uma revoada de colibris
MAIS LIDAS

Assaltante foragido da Justiça capixaba é preso em estádio na Rússia

Quarenta e um presos morreram entre março de 2015 e fevereiro de 2018 no Estado