Seculo

 

Campanha 'voto consciente' será lançada no próximo dia 17 no Estado


08/07/2018 às 10:51
No próximo dia 17 de julho, servidores públicos estaduais, lideranças políticas e dirigentes de entidades representativas estarão reunidos no lançamento regional da “Campanha Voto Consciente – Servidores Públicos Eleições 2018”. O evento será realizado no auditório da Assembleia Legislativa, em Vitória, com início às 13h30.
 
Apoiada pela Pública – Central do Servidor, em nível nacional, a campanha visa discutir com os pré-candidatos o comprometimento dos mesmos em defesa da melhoria das políticas públicas, bem como da valorização das categorias do serviço público, com a finalidade de priorizar a luta dos servidores públicos.
 
Os servidores pré-candidatos estão sendo chamados a assumirem o compromisso com o serviço público, para defenderem não só o interesse corporativo, mas sim o da sociedade. 
 
Os servidores defendem a transparência, e que o serviço público atenda ao interesse público da população, e não interesses de grupos, como é visto hoje. Os trabalhadores buscam denunciar e exigir dos parlamentares e dos gestores que eles realmente governem para o povo. 
 
Para Haylson de Oliveira, presidente do Sindipúblicos e da Pública-ES, as principais bandeiras são o investimento nas políticas públicas, fim da corrupção e valorização do servidor e do funcionalismo público nas três esferas do poder.
 
“É um processo que nós começamos a construir, não vai ser fácil. Estamos enfrentando todo um poderio econômico, mas que não nos faz desistir. Nessas eleições de 2018 queremos influenciar tentando colocar pessoas novas e comprometidas, nós vamos fazer campanha contra aqueles que locupletaram o serviço públcio”, destacou Haylson. 
 
Ele destaca que o evento é importante porque visa sensibilizar os servidores para que eles compreendam o potencial que a categoria tem, uma vez que estão dentro da máquina pública e que, sem dúvidas, podem influenciar na mudança desse cenário político tão ruim
 
“A iniciativa é uma alternativa de começarmos a alterar o cenário político do país e do nosso Estado. Somos agentes públicos, estamos dia a dia dentro da máquina pública, portanto, temos a responsabilidade de sinalizar para a sociedade quais os políticos que realmente estejam comprometidos em legislar e administrar para o povo e não para seus próprios interesses ou de grupos das elites”, frisou o presidente.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Devoção' cega

Enquanto lideranças partidárias ecoam o ‘Volta Hartung’, o próprio lava as mãos e deixa seu exército fiel em apuros nas eleições deste ano

OPINIÃO
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Último desejo
MAIS LIDAS

Ministério Público investiga suspeita de cartel em licitações da Secretaria de Agricultura

Amancio, um cantador da capoeira

Vagas no Senado viram a grande disputa deste ano no Espírito Santo

'Devoção' cega

A quadrilha democrática da Rua Sete