Seculo

 

Hartung desiste da reeleição e sinaliza Ricardo Ferraço para disputa ao governo


09/07/2018 às 17:58
O senador Ricardo Ferraço (PSDB) é o cotado para a candidatura ao governo como sucessor do governador Paulo Hartung, que anunciou nesta segunda-feira (9) sua desistência de concorrer à reeleição este ano. A decisão sobre a desistência foi comunicada pelo próprio Hartung, em reunião do secretariado, no Palácio Anchieta.
Embora a informação tenha sido confirmada por fontes do governo, setores da classe política ainda olham com desconfiança a decisão e lembram outras estratégias do governador sobre ser ou não candidato.  
Em 2010, o próprio Ricardo Ferraço foi atingindo por uma dessas estratégias de Hartung. O governador, numa manobra articulada com as cúpulas nacionais do MDB, PT e PSB, trocou a candidatura de Ricardo, seu candidato, pela de Renato Casagrande, que se elegeu.
A decisão de Hartung anunciada nesta segunda-feira corria nos bastidores do cenário político desde o mês de junho passado, conforme Século Diário divulgou na ocasião, sinalizando que Hartung seguiria por esse caminho temendo uma derrota, com base nas últimas pesquisas, que o colocam em empate técnico com o ex-governador Renato Casagrande (PSB).  
Como não se desincompatibilizou do cargo, a atuação do governador se restringirá, então, aos debates no campo político nacional, integrando um grupo de centro-direita que reúne vários partidos, liderado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. 
No final de junho, ele participou com a senadora Rose de Freitas (Podemos) de uma reunião em São Paulo com essa finalidade, o que foi motivo do surgimento de rumores de que ele e Rose, embora adversários políticos, pudessem formalizar uma aliança para o segundo turno.
Na última pesquisa estimulada realizada pelo instituto Enquet, o senador Ricardo Ferraço apareceu como candidato ao governo, com 12,8% das intenções de votos. Os números foram vistos no mercado político como um dado positivo, reforçando a ideia de que o governador poderia escolher essa saída caso desistisse da reeleição. 
Hartung age como se estivesse em campanha, mas nos bastidores dos círculos de poder, já ganhavam força os comentários sobre uma possível desistência à reeleição. 
Aplausos
Coincidentemente, grande parte da sessão plenária na Assembleia Legislativa desta segunda-feira foi dedicada à visita do senador Ricardo Ferraço. Ele ocupou a tribuna do legislativo, apresentou vídeo, e focou sua fala na construção da ferrovia que ligará Vitória ao Rio, a EF-118, que o governo federal quer tirar do Espírito Santo. 
Também respondeu a perguntas dos deputados, criticou o descaso da Vale para reduzir o pó preto, conclamou a todos para lutar pelo Espírito Santo, recebeu parabéns e aplausos. Era o próprio candidato falando. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Devoção' cega

Enquanto lideranças partidárias ecoam o ‘Volta Hartung’, o próprio lava as mãos e deixa seu exército fiel em apuros nas eleições deste ano

OPINIÃO
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Último desejo
MAIS LIDAS

Ministério Público investiga suspeita de cartel em licitações da Secretaria de Agricultura

Amancio, um cantador da capoeira

Vagas no Senado viram a grande disputa deste ano no Espírito Santo

'Devoção' cega

A quadrilha democrática da Rua Sete