Seculo

 

Senador faz pronunciamento na Assembleia sobre o impasse da ferrovia Vitória-Minas


09/07/2018 às 19:09
Na sessão ordinária desta segunda-feira (9) da Assembleia Legislativa, o senador Ricardo Ferraço (PSDB) foi o "convidado de honra" dos parlamentares e usou a Tribuna para se pronunciar sobre o impasse entre os governos do Estado e o federal na polêmica da concessão da Ferrovia Vitória-Minas.
 
A novela começou na última segunda-feira (2), quando o governo Michel Temer anunciou que os recursos anunciados para o Espírito Santo seriam destinados para o Centro-Oeste. O dinheiro seria da antecipação da renovação de concessão da estrada de ferro. 
 
No coro ao governador Paulo Hartung, o senador fez duras críticas à Vale, alegando que o acordado era que a empresa seria a responsável por construir uma extensão da ferrovia Vitória-Minas, ligando o município até a divisa com o Rio de Janeiro, que teria cerca de 160 km de extensão. 
 
Ferraço destacou que está em diálogo com a União, mas que se o governo federal não declinar dessa decisão, ele deve, juntamente com a bancada capixaba no Congresso Nacional, ingressar com uma ação na Justiça para assegurar o direito do Estado de receber a expansão da ferrovia Vitória-Minas.
 
“Obviamente, não estamos fazendo esse combate só com o governo federal, estamos falando, claramente, que a Vale está sendo muito covarde com o Espírito Santo. A Vale é uma companhia que está instalada aqui há muitos anos e que gera emprego e desenvolvimento, mas também impactos. E eu sei que esta Casa tem debatido muito a questão dos impactos ambientais do chamado pó preto”, exagerou Ferraço.
 
Após o pronunciamento do senador, alguns deputados se manifestaram, todos a favor de Ferraço, com muitos elogios, discursos e perguntas. Mas o tom geral e repentino de críticas à Vale, principalmente sobre a poluição, chamou atenção. Tanto a Assembleia como a bancada federal, salvo raras exceções, sempre foram omissas em relação à poluidoras do Estado, além de contarem com a mineradora, por muitas eleições, como uma das principais fontes de doações de campanha. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Devoção' cega

Enquanto lideranças partidárias ecoam o ‘Volta Hartung’, o próprio lava as mãos e deixa seu exército fiel em apuros nas eleições deste ano

OPINIÃO
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Último desejo
MAIS LIDAS

Ministério Público investiga suspeita de cartel em licitações da Secretaria de Agricultura

Amancio, um cantador da capoeira

Vagas no Senado viram a grande disputa deste ano no Espírito Santo

'Devoção' cega

A quadrilha democrática da Rua Sete