Deputado federal faz ameaça a Fátima Bernardes ao vivo e motivo revolta o país

Mais uma vez a desnecessária bancada evangélica no congresso, que nada faz pelo país a não ser alimentar a corrupção (Eduardo Cunha) e disseminar o ódio e o preconceito em nome a religião. Isso só demonstra a ácida e explosiva mistura de politica e religião. Temos que ter uma posição dura contra esses charlatões e falsos profetas que se alimentam da ingenuidade de rebanhos conduzidos por lobos.

Victório Galli, deputado federal pelo #PSC e novo coordenador da bancada federal de Mato Grosso, decidiu deixar uma ameaça acerca do assunto que Fátima Bernardes iria abordar no programa “Encontro” desta sexta-feira (17). De acordo com o site Mato Grosso Mais, durante uma entrevista em uma emissora de rádio, o político do PSC falou abertamente sobre os seus ideais políticos e pessoais, garantindo que é completamente contra os relacionamentos homossexuais.

Sabendo que Fátima iria abordar os temas de crianças transgêneras e da igualdade no programa matinal da Globo, Galli ameaçou ao vivo: “Eu vou bater duro nisso”. Desde que mudou do jornalismo para o entretenimento, Fátima Bernardes nunca escondeu sua visão liberal e igualitária na sociedade brasileira, defendendo que, apesar das diferenças de cada um, todos devem ser respeitados e ter a liberdade para fazer as suas escolhas.

20160422-RM-Encontro_8_ppContudo, e em uma altura em que a política brasileira está vivendo um impasse, alguns políticos usam vários meios para mostrar seu descontentamento para com artistas e apresentadores com ideais de esquerda. Poucos dias depois da conservadora Rachel Sheherazade, apresentadora do SBT, ter insultado uma série de atores da Globo por defender políticas de esquerda, agora foi a vez do deputado federal Victório Galli mostrar seu descontentamento pela recente abordagem de Fátima Bernardes para assuntos que vão contra os seus valores.

Como garante o site Mato Grosso Mais, dois homens e duas mulheres não são casais, garantindo que “defende a família”. Galli garantiu que outros parlamentares, sobretudo da bancada evangélica, têm exatamente a mesma opinião do que ele.

Nas redes sociais, essa ameaça/aviso do político conservador acabou revoltando muitos brasileiros que, tal como aconteceu com Fátima Bernardes no programa Encontro, defendem abertamente o direito de todos os brasileiros puderem decidir quem amam ou não, não estando condicionados pela visão ultrapassada de certos políticos, que querem ganhar cada vez mais protagonismo. “Não tem nada de errado”, garantiu a ex-mulher de William Bonner na sua atração, falando sobre crianças que, desde muito cedo, acreditam ter nascido com o corpo errado.

#Rede Globo #Homofobia

Clipe de Val Donato emociona ao trazer homem trans como protagonista

O clipe da música Faca Amolada, da cantora Val Donato, trouxe um protagonista trans, o ator Julian Santos – um dos primeiros a estrelar um clipe no Brasil. Lançado no dia 29 de janeiro, Dia Nacional da Visibilidade Trans, com exclusividade no NLUCON, ele promete trazer a discussão das identidades trans no país.

A obra, que faz parte da trilha sonora do longa paraibano Tudo Que Deus Criou, de André Costa, foi gravada no dia 17 de janeiro, em Campina Grande e traz imagens de um casal cis e trans, em preto e branco, em uma performance emocionante. Eles utilizam da dança para expressar os sentimentos dos personagens e rasgar as amarradas da transfobia.

Val afirma que teve vontade de falar sobre homens trans quando leu uma notícia no Facebook de um homem trans que havia transicionado. Não é mera consciência que o personagem era Julian, o protagonista do clipe. “Isso mexeu comigo. Encontrei ele pelo Face, mas não conseguia contato. Pedi o telefone e me passaram”.

A cantora também estreia como roteirista, diretora e está no seu quarto material videográfico oficial, desafio proposto pelo diretor de fotografia: Kennel Rógis. “Em seguida, ativei o diretor de fotografia, atriz Bárbara Santos, todo mundo abraçou o trabalho e todo mundo trabalhou orgulhoso. Eu estou aqui não me cabendo de ansiosa”. Vale ressaltar que toda a equipe envolvida é da Paraíba.
A ideia do clipe, de acordo com a artista, é refletir sobre a causa trans e fazer as pessoas questionarem seus preconceitos. “Se conseguirmos que uma pessoa no mundo repense a sua visão, o objetivo foi alcançado. E quis fazer isso de forma poética, artística, tocante, que explorasse o toque, o suor e a humanidade mesmo. Para que as pessoas se identifiquem como seres humanos”.

E qual é a relação da Val com a transgeneridade? “Eu me entendo como mulher, me vejo como mulher, mas existe muito forte dentro de mim o lado masculino também. Desde pequena fui masculina, só me sinto bem quando olho no espelho e estou masculina, mas ao mesmo tempo não tenho vontade de ser homem ou de ser vista como um. Me toca a causa, porque ‘bati na trave’, poderia ser um homem trans”.

O clipe de Val Donato foi lançado dia 29 de janeiro, às 19h  em João Pessoa em um show na sala Vladimir

CAMPANHA
Justamente com o clipe, será lançada a campanha ao público com a hashtag #liberteojulian, para arrecadar a verba necessária para Julian realizar sua tão sonhada mastectomia masculinizadora. A cirurgia vai deixá-lo mais confortável com o próprio corpo, melhorar sua autoestima e driblar problemas envolvendo transfobias.

Ficha Técnica:Roteiro e Direção – Val Donato
Direção de Fotografia – Kennel Rógis
Edição e Montagem – Kennel Rógis e Val Donato
Assistente de Fotografia – Wagner Pina
Direção Coreográfica – Liu Santos
Elenco: Julian Santos, Bárbara Santos e Val Donato
Maquiagem: Inêlda de Cristo
Produção Executiva: Fabíola Rodrigues
Assistente de Produção: Michelle Lira
Making of e Still: Wagner Pina
Técnica: Pablo Giorgio
Gravura Filmes
Por Neto Lucon

Militares liberam e soldado será 1ª a casar de farda com outro homem

militares-liberam-homem-a-casar-com-outro-de-farda_735445Em 178 anos de história da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, pela primeira vez um homem foi autorizado a utilizar a farda de gala da corporação para casar com outro homem. A Blasting News já havia dado destaque para o caso polêmico mais cedo, quando o casal ameaçava entrar na justiça, caso a corporação não cedesse ao gesto tão sonhado por um soldado, que bate continência há dez anos. O nome do soldado é Miguel Martins, de 29 anos. De acordo com a ‘Folha de São Paulo’ em reportagem publicada nesta sexta-feira, 03, os militares já autorizaram o casamento. 

O Solgado Miguel faz um trabalho importante no Rio Grande do Sul. Ele ajuda a controlar a fronteira entre Brasil e Argentina. No mesmo período em que se encantava pela carreira militar, Miguel se reconhecia publicamente homossexual. Ele contou para família que se atraía para outros homens e aos poucos foi dizendo isso para a sociedade, sem temer o preconceito que poderia vir com a sua condição sexual. No ano passado, Miguel se apaixonou por outro homem, um modelo. O sortudo é Diego Souza, de 21 anos. 

Os dois estão noivos desde o início deste ano. Nas redes sociais, eles não escondem a intimidade. A dupla troca beijos e publica fotos de eventos em família e amigos, tudo o que um casal comum costuma fazer nos seus momentos de lazer. O casamento dos dois já está marcado. Esse será realizado no dia 23 de dezembro. O evento promete ter muita pompa e acontecerá em um clube da região. A festa deve ser ao estilo campestre, à luz do dia, aproveitando o verão na fronteira, considerado extremamente belo.

A corporação sabe do relacionamento, mas o soldado revela que a maioria o trata com respeito. De acordo com o militar, o preconceito que existe é velado, tendo colegas falando por trás. Ele revela que já viu comentários preconceituosos na internet, mas que decidiu mostrar que é possível ser feliz amando outro homem. A Brigada do Rio Grande do Sul segue o exemplo de outras instituições pelo planeta e liberou o soldado para se casar de farda.

# É  Manchete.