Majeski critica uso de helicóptero: Hartung foi pego no 'pulo do gato'

Deputado afirmou que Hartung não estava em agenda oficial para justificar o uso da aeronave

Depois de lamentar o acidente sofrido pelo governador Paulo Hartung no helicóptero da Polícia Militar no último fim de semana - “Graças a Deus que não foi mais grave” -, o deputado estadual Sergio Majeski (PSB) criticou o uso da aeronave para “o govenador passar o fim de semana nas montanhas’.

Em discurso na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (13), Majeski questionou a existência de recursos públicos sob a rubrica de "gastos sigilosos”, mantidos sem que a população tenha conhecimento do que se trata. São R$ 37 milhões em quatros anos de governo, como já denunciou o deputado em outras ocasiões. 

Majeski também lembrou que solicitou informações à Casa Miliar sobre os planos de voos dos helicópteros que servem ao governo, para saber as origens, destinos e objetivos, porém, recebeu como reposta apenas que "não existem planos de voos".

Segundo ele, o governador Paulo Hartung não se encontrava em agenda oficial e, por isso, não deveria estar usando um bem público como o helicóptero quando ocorreu o acidente. “O helicóptero não foi comprado para isso”, afirmou.

Em sua fala, o parlamentar criticou o governador em seu discurso de austeridade, que se notabilizou por ser tão cuidadoso com o dinheiro público, promovendo cortes de até 20% na merenda escolar, e “agora é pego no pulo do gato”, mostrando não ser tão cuidadoso assim.

O acidente com o governador ocorreu quando ele viajava em um helicóptero da Polícia Militar, em companhia de sua mulher, Cristina Gomes. O aparelho se chocou com uma trave de um campo de futebol, numa fazenda do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), na região de Domingos Martins, onde Hartung tem uma mansão. O casal e mais três militares que estavam na aeronave não se feriram. 

O helicóptero, um Harpia 5, usado pelo Núcleo de Operações e Transportes Aéreos (Notaer), caiu depois do choque do rotor traseiro com o travessão, já quase no chã, rodopiando várias vezes e indo para no meio do gramado. A assessoria do governo justificou, na ocasião, que ele seguia para um festival de cinema. 

O acidente com o governador, mesmo sem gravidade, mereceu destaque no noticiário todo o fim de semana. No domingo, dia dedicado aos pais, houve missa em ação de graças, em Vila Velha, com a presença de Hartung e aliados.  

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

TSE anula decisão do TRE-ES e manda contas de Hartung a novo julgamento

A extinção da empresa de Paulo Hartung não o livra de responder por questões de suas contas de campanhas

Deputado acusa Hartung de ilegalidade na privatização do aeroporto

Euclério Sampaio afirma que o governador protege ''interesses de seus parceiros'', como Nelson Saldanha

Deputado denuncia rombo na Educação superior a R$ 2,38 bilhões no Estado

Com a denúncia desta quarta-feira, Majeski reforça investigações do Ministério Público iniciadas em 2017

Momento político: eleições 2018

Os analistas de Século Diário, Rogério Medeiros e Roberto Junquilho, avaliam os resultados do pleito