Slam Interescolar promove campeonato de poesia nas escolas

Projeto busca incentivo à leitura e escrita a partir da literatura periférica

Os Slams, uma espécie de campeonato de poesia falada surgido no Estados Unidos, vêm ganhando o mundo como uma nova forma de expressão, sobretudo para os jovens das periferias. No Espírito Santo, o movimento também cresce e já são ao menos seis slams ativos na Grande Vitória. Agora, está sendo preparada a segunda edição do Slam Interescolar no Estado, que vai atuar a partir dos colégios. O formato tem acontecido também em outros estados, engajando e encorajando os adolescentes a pegar o microfone e apresentar suas produções literárias no ambiente escolar.

“Os Slams têm mostrado para o grande público, especialmente da periferia, que todos temos direito à palavra, todos podemos ter voz e não só as vozes reconhecidas pela academia podem e devem ser ouvidas. Os Slams nos ensinam que uma praça pode ser um espaço de aprendizagem. E que a literatura não tem dono: assim como a língua, ela é um direito de todos”, afirma John Conceito, integrante do Slam ES, grupo que também organiza o Slam Interescolar. Ele explica que o objetivo de atuar nas escolas é servir como projeto de incentivo à leitura e estímulo à escrita, formando leitores por meio do contato com a  literatura marginal e periférica.

A primeira edição do Slam Interescolar aconteceu no ano passado no Espírito Santo, mas promete um grande crescimento para este ano. Para isso, foram feitas uma série de atividades de formação com os professores para poderem conhecer essa realidade pulsante da cultura popular e urbana, muitas vezes já conhecida e praticada por alguns alunos.

Cada escola que quiser participar realizará sua própria competição interna, podendo participar alunos de qualquer turno de turmas do ensino médio e o final do ensino fundamental. A partir destes eventos, as escolas selecionam seu representante para o grande evento final, que acontece dia 20 de outubro na Biblioteca Pública Estadual, em Vitória. Das competições estaduais saem os representantes para o Slam Interescolar nacional, que vai acontecer em Belo Horizonte.

No Slam, os poetas participam com seus trabalhos de poesia autoral, que envolvem também performance na declamação, com tempo limitado a três minutos por apresentação, podendo perder pontos caso se ultrapasse. Um júri, escolhido a partir do público presente, avalia os competidores com notas de 0 a 10. “O júri é escolhido entre as pessoas presentes na plateia. A opinião é relativamente subjetiva e não se baseia em conhecimentos acadêmicos. O objetivo é ofertar ao público a possibilidade de escolher os poetas que todos querem ver nas rodadas seguintes”, diz o documento de apresentação do projeto.

Entre as regras, apresentação individual e de trabalho autoral e ainda a proibição do uso de adereços, figurinos e instrumentos musicais.

Além do Slam Interescolar, os poetas capixabas também se preparam para a edição do Slam ES, o campeonato estadual que acontece dia 4 de novembro no Parque Moscoso, em Vitória. O atual campeão é César MC.

AGENDA CULTURAL

Final do Slam Interescolar

Quando: 20 de outubro, 14h

Onde: Biblioteca Pública Estadual - Avenida João Batista Parra, 162 - Praia do Suá, Vitória/ES

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Matérias Relacionadas

Slam nas escolas

Campeonato de poesia falada é um estímulo à leitura, ao pensamento crítico e à livre expressão