Assumção é intimado a apresentar defesa sobre quebra de decoro parlamentar

O relator do processo na Assembleia, Euclério Sampaio, reassumiu as funções nesta segunda-feira

O deputado estadual Capitão Assumção (PSL) tem 10 dias para apresentar sua defesa no processo sobre quebra de decoro parlamentar à Corregedoria-Geral da Assembleia Legislativa, por oferecer uma recompensa de R$ 10 mil a quem matasse o assassinado de uma mulher, em discurso proferido na sessão plenária do dia 12. Nesta segunda-feira (30), o documento foi expedido pelo relator da comissão processante, deputado Euclério Sampaio (sem partido).  

Na semana passada, o corregedor-geral, deputado Hudson Leal (Republicanos), formou uma comissão composta de, além de Euclério, que estava ausente por ter sofrido um infarto, Rafael Favatto (Patri) e Torino Marques (PSL). Euclério reassumiu as funções nesta segunda, depois de 12 dias afastado.

O processo vai apurar se o pronunciamento de Assumção infringiu o Regimento Interno da Assembleia e o artigo 220 do Código Penal, por incitar a violência.

Hudson Leal optou por uma comissão, ao invés de um relator como estava previsto inicialmente, cancelando o convite ao deputado Torino Marques (PSL), que se sentia em posição desconfortável, recusando a indicação. 

A provocação para o início do processo interno foi feita pela Procuradoria da Casa, no dia seguinte (12) à fala do Capitão Assumção. Além disso, em nota divulgada após a medida, a Assembleia destacou respeitar a liberdade de expressão de seus parlamentares, porém, garantiu estar atenta ao cumprimento das leis federais e estaduais e ao que determina o Regimento Interno. O presidente da Casa, Erick Musso (Republicanos), também assumiu posição contrária ao discurso de Assumção.


 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Boi na linha

Em mais um de seus discursos, Capitão Assumção retoma assunto conhecido no Estado: o ''grampo''

Capitão Assumção articula apoio para instaurar 'CPI da Corregedoria da PM'

Deputado citou mais três mortes na corporação e defendeu investigação aos "abusos" e ''perseguições''

Bancada 'em chamas'

Assumção declara guerra a Quintino e o acusa de “mão leve”, leia-se ''furto'' de indicações e projetos

Confete limitado

Assumção reclama de um lado, Marcos do Val aproveita do outro. Visita de Moro ao ES teve acesso restrito