A velha raposa no jogo

Quando tudo parecia crer que Hartung tinha conseguido nocautear politicamente o deputado estadual Teodorico Ferraço, eis que este voltou à cena...

Quando tudo parecia crer que o governador Paulo Hartung tinha conseguido nocautear politicamente o ex-presidente da Assembleia, deputado estadual Teodorico Ferraço, eis que este voltou à cena e tombou o rival, ao conseguir o domínio do DEM no Estado por meio de sua mulher, a deputada Norma Ayub, que conquistou a direção do partido pelas mãos do presidente nacional, ACM Neto (BA). 
 
Hartung queria a destruição de quem, desde 1963, está na política capixaba dando cotoveladas, rasteiras e levando sempre vantagem sobre seus adversários.
 
Vamos lembrar que PH, ao assumir o governo, encontrou Ferração na Presidência da Assembleia. Ferração, que é bom de jogo, fez do legislativo um quintal político de PH. Fazia tudo que PH queria. 
 
Ferração esperava continuar presidente da Assembleia - na ótica dele foi o melhor presidente que Hartung já teve –, mas foi pego de surpresa com PH armando sua saída, com um substituto de atuação até então apagada, Erick Musso (MDB), portador de uma das menores votações  para deputado estadual.
 
Se me perguntarem por quais razões PH abriu mão de um presidente da Assembleia tão útil a ele como Ferração, eu não saberia responder. Arrisco dizer que, talvez, por não conseguir ver ninguém crescer, quanto mais conviver com um político da mesma linha de conquista de poder.  
 
Hartung buscou com afinco elementos para conseguir o trucidamento político de Ferração. Enviou seus interlocutores a Brasília para municiar o ex-prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda, a permanecer no comando do DEM, eliminando Ferração do partido. Não conseguiu. O resultado está aí.
 
Quem se lembra de quantas vezes PH também encontrou o presidente da Câmara dos Deputados e até outro dia presidente do DEM, Rodrigo Maia? Ora em Brasília, ora aqui. Tudo isso por querer apressar o enterro político da velha raposa. Fizeram aquela maquiagem de PH ir para o DEM para ser candidato à Presidência da República, mas, na verdade, estavam tratando mesmo é da candidatura dele ao governo do Estado.
 
Essa tomada do DEM pelo Ferração, meu amigo, faz um estrago de todo o tamanho nas pretensões de Hartung de se reeleger pela quarta vez ao governo do Estado. Até porque, quem conhece Ferração sabe que ele vai armar um palanque para comer o fígado do governador. Numa hora em que as coisas também não andam muito bem para a reeleição de PH. 
 
O que está nos bastidores é que PH está reagindo. Enviou o seu embaixador Zé Carlinhos da Fonseca para negociar com Maia, objetivando desmanchar esta entrega do partido ao Ferração pela via da Norma. Devo dizer que, neste tipo de atividade, o emissário faz bem. Se terá êxito é uma interrogação, mas que é risco, é. 
 
No momento, o vencedor é o Ferração, quem se credenciou para aparecer no cenário político com as vestes de deputado federal, para frequentar os palanques da oposição a PH.
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.