Contraponto

Qual a relação entre o PM assassinado e o jogador-herói do Flamengo?

Incomoda a quem se preocupa. Passa batido para quem apenas olha. Os dois principais jornais impressos do Espírito Santo publicaram dias destes na primeira página dois destaques opostos. Os dois bastante chamativos. Uma capa fazia alusão à morte de um policial covardemente assassinado em Vila Velha. Havia foto, manchete em faixa escura e chamava a atenção para a covardia e barbárie dos criminosos.
 
A outra, mais embaixo da primeira página, exaltava a vitória do time do Flamengo na disputa pelo título da Copa do Brasil com manchete, tipo: “Gostinho da Vitória”. Tanto a foto de uma quanto da outra eram de duas pessoas negras - o sargento assassinato e o jogador-herói do Flamengo. Sem querer lembrar, mas aquele dia (20) se comemorava o Dia da Consciência Negra. Uma coincidência.
 
O que me preocupa na página e o que o jornal não tem culpa, é que o leitor não teria tempo para fazer uma reflexão maior sobre o perigo da violência que assola qualquer sociedade, principalmente a daqui. Ele (leitor) logo desvia seu olhar para uma suposta alegria, o empate com sabor de vitória do time mais popular do país.
 
Acho que não há outra maneira de se publicar os dois principais fatos do dia anterior, mas tudo passa batido, como se essa vida fosse uma misto de indignação e alegria, as duas dependentes uma da outra e não são. Que tal se nesse dia mostrassem a mesma manchete do assassinato, mas que o resultado do jogo viesse num destaque menor?
 
Tive isso como tema do artigo de hoje, já que quando vi o jornal, eu que sou flamenguista, torci muito durante jogo, não fiquei feliz com aquela manchete e aquela foto sobre essa violência misturada com a do jogo. Deveria ser apenas ela e pronto. Seria mais reflexiva.
 
PARABÓLICAS
 
ZePlay preocupado com os rumos de sua Cidade FM. Já deve estar preocupado com os rumos que o rádio sofrerá dentro em breve.
 
Contam que nos corredores da Rádio Globo Rio ninguém sente falta do garotinho José Carlos Araujo e que Penidaço esta dando conta do recado
 
Álvaro Moura, que cuida dos Projetos Especiais de A Gazeta, sempre gostou de rádio. Começou no rádio esportivo.
 
Umas das melhores emissoras internacionais em ação é a Rádio França Internacional. Grandes matérias jornalísticas. Tudo em Web.
 
MENSAGEM FINAL
 
Não importa que você vá devagar, contanto que você não pare. Confúcio
 
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.