De nomes

Não sei por que as pessoas não citam nomes comuns em seus escritos

 

Hoje vou falar de nomes. Aliás, não sei por que as pessoas não citam nomes comuns em seus escritos. Essa ideia me veio por causa do Facebook. Já que é um site de “relacionamentos” temos ali amigos, conhecidos, colegas, admiradores e parentes. Essa leva de pessoas, às vezes, me desperta uma especial atenção, conforme postam suas coisas. São também os mais assíduos.
 
Outro dia vi ali Carlinhos Benfica, que não o vejo pessoalmente há muito tempo, e que num determinado tempo de profissão a gente se via todos os dias. Vi até o menino Saul Josias de avental de hospital, sobre uma cama, feliz da vida após uma pequena cirurgia. Gratz tem sempre coisas sombrias a escrever.
 
Tardiamente, inclui Torino Marques entre meus amigos. Passei a ver fotos dessa figura impoluta cheia de altivez. Todas as imagens praticamente nos estúdios da TV Tribuna. E o Keko Sinclair? Vez por outra posta uma opinião ou coloca fotos de seu trabalho. Vale a pena. Até Ademir Barcelos se aventura com pensamentos. Sempre respondendo algo, o veterano Moyses Santos agora é frequentador do Face
 
Guilherme Amorim é uma figura que está no Face e que foi um grande colega e amigo nos tempos da Capixaba. Depois foi morar nos Estados Unidos. Quem me dá prazer de ver é o Vitinho Lima Moyses, postando sempre coisas interessantes, afinal, esta no sangue de jornalista.
 
Das mulheres, vejo Bebel Mendonça e suas broncas, mato saudades de Elaine Butter nos tempos da Rádio America, assim também de Liandra Zanetti e Cida Alves na mesma emissora. Bons tempos. 
 
Vejo sempre as altas produções de seu programa de TV, falo de LiliaJane. A filha Jessica foi uma surpresa de beleza e hoje esta no Face também. Vejo e curto os desabafos de minha musa Silvia Magna, sempre. E a prima Olguinha com a Babi? Muito queridas.
 
Do lado dos homens, o colega Fabio Pirajá e suas postagens fantásticas, as imagens e falas inusitadas de Fernando Carreiro, jornalista de mão cheia e que conheci há muito tempo. Da seriedade das postagens do conterrâneo Ronald Mansur, das coisas espontâneas e bonitas que o Ronald primo posta. E não é por ser parentes, mas gosto de ver o que Mauricio Mignone evidencia aqui, o Henriquinho e suas críticas e as gozações jovens de Vitor Davied. As músicas preferidas de Gilsinho Leão. Muito boas.
 
Ricardo Ferraço e suas lutas em Brasília. Daniel Simões o assessor que ama a boa fotografia e os poemas críticos, o outro conterrâneo Serginho Garschagen, sempre atento a boa informação, assim como o Arthur Wernersbach, com quem convivi profissionalmente por uns tempos. Vejo sempre postagens de Enoque Jr. Já Jô de Souza e Dudu Santos só anunciam seus programas de rádio por aqui. O Leozinho Duarte brinca mais do que fala de rádio.
 
O Cesar Herkenhoff tem sempre boas tiradas, assim como a Celinha (Regina Reis) que gosto de ver. Meu amigão Marcão Rodrigues, que mora nos States sempre com dados que me prendem a atenção. Fiquei feliz quando adicionei Ruth Storch junto do seu Evandro, meus queridos colegas de faculdade, tanto quanto Edmara Lucia. O Fernando Herkenhoff é mais amplo nas postagens
 
Dois atuais colegas de rádio que sempre curto no que escrevem: Sardinha e Paulo Cotia. Penha Lodi, sempre em dia com moda e modelitos. A Inaiá Carvalho, cantora country tem realmente sensibilidade para música. Adriana Chaves é maior que seu tamanho nos dizeres. Nero Neto vez por outra posta coisas da sua Rádio Nero. A sua Renata também é freqüente. Gente querida.
 
Denise Morais e a prima Beatriz com suas postagens de arte. Rosenthal Calmom Alves, meu ex colega de república em Vitoria, que escreve ora em “latino” ora em inglês, mas dificilmente em português. Aline Braconi, Claudia Felinni e Renata Lopes com o esoterismo, sustentabilidade e equilíbrio, dos quais são craques. Novos em Amigos de Face, Eliakim Gouveia. Grande figura.
 
PARABÓLICAS
 
Ferreira Neto continua sendo um grande nome na TV do Espírito Santo no que concerne a esportes em geral.
 
Onde anda Eleisson de Almeida? Antes, para encontrá-lo após sua aposentadoria da Cesan era só ir ao Centro da Praia
 
Ademir, grande narrador esportivo de Colatina. Um excelente profissional que nunca teve chance na Capital.
 
Jose Carlos Veríssimo começou aqui em Vitória e hoje está na Rede Novo Tempo em Sampa.
 
MENSAGEM FINAL
 
Há muita gente má no mundo porque não foi suficientemente amada. Papa Pio XI
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.