Em sintonia com o mundo

A cobertura de um grande evento mobiliza e mexe com os profissionais

 

Imagine você um profissional de televisão fazendo parte de uma equipe selecionada para cobrir um evento mundial, sabendo que a metade do mundo estará com os olhos e ouvidos (o coração também) no seu trabalho. É assim que deve se sentir os profissionais (câmeras, diretores de TV, narradores, pontas, cablemen, técnicos em satélite etc) que, por exemplo, fizeram a final do Mundial de Clubes no domingo 16, quando o Corinthians sagrou-se campeão ao derrotar Chelsea.
 
Isso sem falar na emoção de saber que algo do seu país está em disputa. Quer dizer, emoção em dobro. Ele está lá, trabalhando, pensando na família, nos amigos, nos companheiros de trabalho que ficaram, mas que estão trabalhando no Brasil ao mesmo tempo.
 
O tempo dedicado é “full time”, sem noite e sem dia, às vezes sem comida. Não porque faltam, mas pelo esmero, pela busca obstinada da qualidade, pela sensação constante de que nada poderá falhar, então a adrenalina elimina todas as manias.
 
E mais um detalhe, o evento ocorre num domingo, dia que todos estão em casa e que a atenção dos telespectadores é redobrada. Mas também a sensação de trabalhar num domingo é especial, eleva sua auto estima, seu espírito. Afinal, você está trabalhando, fazendo algo importante.
 
Sempre é bom analisarmos esse tipo de coisa quando assistimos a um evento televisivo de abrangência mundial na sua cobertura. O espírito de trabalho é outro e quem ganha com isso somos nós, os telespectadores.
 
PARABÓLICAS
 
Anselmo Scandiani se constitui num dos melhores profissionais de TV de Cachoeiro de Itapemirim. Completo.
 
O programa The Voice tem um ponto muito positivo. Resgata músicas de qualidade nacionais e internacionais. Bom para os jovens.
 
Eliana Gorriti muito bem na apresentação de um dos telejornais da TV Gazeta. Fala perfeita. Excelente presença.
 
Ferraço, além de político é um homem do rádio. Talvez passe na sua cabeça uma emissora na Assembleia. Facilidade há.
 
MENSAGEM FINAL
 
A palavra fere, dói. Dita no calor de mágoas ou ira penetra como flecha envenenada. A palavra salva. Uma expressão de alegria, acolhimento ou amor é como a brisa que ativa nossas melhores energias. Frei Betto
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.