Metamorfose musical

Dizem que o espírito da gente clama por música

 

Estive reparando a ação da música em nosso cérebro, no tocante ao momento que trabalhamos com ela. Não é uma teoria e muito menos um estudo, mas apenas uma constatação.
 
Para quem trabalha com música, principalmente numa loja de cds ou numa emissora de rádio ou até mesmo na Internet, ouve diariamente um número X de músicas. São variadas seleções musicais
 
Nestas seleções, tem quem trabalhe com hits do momento e quem trabalhe com variadas épocas musicais. Para essa pessoa, tem sempre uma música que fica na cabeça dela. Pode ser um sucesso (maçante na execução), como uma música descoberta sem querer.
 
Quando essa pessoa sai dessa rotina, parando de ouvir música por muito tempo, tendo outras atividades, qualquer música que ela ouça de repente ou sem querer, fica gravada na sua mente, pode ser nova ou velha.
 
Outra coisa, a mente pede para ouvir, seja uma canção lembrada do nada, como uma que há muito você não ouvia e de repente a escutou em algum lugar. Dizem que o espírito da gente clama por música, que somos regidos por música, que música faz parte da vida de cada um.
 
Mas falando sério, não são essas besteiras de funk, forró de duplo sentido. Nossa alma requer plenitude de harmonia, tanto de música como de letra. Mas infelizmente a música está sendo também banalizada. Vai chegar uma hora que a alma da gente estará penando ainda em vida. Culpa dessas músicas ridículas que tem por ai.
 
PARABÓLICAS
 
Marcelo Rossoni tentando passar o Jornal do Empresário, seu bem feito jornal feito exclusivamente para o mundo dos negócios.
 
Encontramos com Índio, irmão de Ferreira Neto dias desses na Praia do Canto. Mandou um abraço ao seu “pai branco” Rogério Medeiros.
 
E os bandidos que agrediram covardemente nosso amigo Wagner Martins estão presos?
 
A Assembleia deveria fazer um grande Natal para seus funcionários. Pagar a atualização dos 11% antes do dia 25.
 
MENSAGEM FINAL
 
Eu escuto e esqueço. Eu vejo e me lembro. Eu faço e entendo. Confúcio
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.