Minha gafe, meu erro

Quando eu pensei que já dominava minha profissão, eis que dei uma 'escorregada' daquelas

 

Experiência não quer dizer grandes coisas. Quando eu pensei que já dominava minha profissão, eis que dei uma “escorregada” daquelas perante toda audiência, e sem poder voltar a trás.
 
Sempre lidei com entrevistas, mas nunca fui um especialista. Ultimamente, além de fazê-las no rádio, faço muitas também na televisão, que é um pouco mais difícil. Mas o que ocorreu foi no rádio. Ainda bem.
 
Fui entrevistar o membro do time de futebol americano de Vila Velha, os Tritões, que vem fazendo relativo sucesso não só aqui, mas no Brasil.
 
Arrisco a dizer que é uma modalidade de jogo nova para muita gente. Mas eu sempre vi esse jogo nos canais fechados. Mesmo não sendo fã.
 
Bem, uma vez vi uma matéria e nela havia fotos de alguns dos jogadores dos Tritões com idade avançada. Li a manchete e meu cérebro aliou a imagem com o nome. Ficou “Trintões” para mim. Por absoluta falta de atenção (que não pode ocorrer na nossa profissão), não percebi a logomarca (tridente) na camisa do time
 
Na entrevista, comecei falando dos “Trintões” e acho que o entrevistado, membro do time, não havia percebido até aquela hora que, numa total gafe, perguntei se o nome do time era porque os jogadores tinham trinta anos ou mais. Foi quando ele percebeu, sorriu e arrematou: Não, o nome é T R I T Õ E S, O GARFO DE TRÊS DENTES. Me recompus e dei a desculpa que não tinha percebido isso. Ridículo de minha parte.
 
Mas levei a entrevista até o final. Coloquei no crédito de outras mil que já fiz bem e corretas de alguma maneira. Mas foi uma gafe e tanto!
 
PARABÓLICAS
 
Assim, Elyan Peçanha escreveu em sua coluna, de Cachoeiro: “Nas grades de programação das emissoras de rádio cachoeirenses têm programas semanais. de qualidade, que bem poderiam ser encaixados como diários face às suas maciças audiências”. - São os casos do “Itália Canta” do Adilson Lázaro na Diocesana - AM; do “Musicultura” do Arnoldo “Menininho” Silva, na Sim Tupi - AM e do “Pagode
 
Por falar em programa italiano, o daqui perdeu força (na Gazeta). Aliás, a comunidade italiana daqui é muito desunida e ainda bem rudimentar.
 
Me disseram que o Cacá Leite, chefe de redação da Gazeta, seria substituído nessa nova mexida na cúpula do jornalismo da empresa.
 
Ferreira Neto, o garotinho de todas as torcidas, está com o seu “Botequim do Ferreira”, todos os sábados pela Band.
 
MENSAGEM FINAL
 
Não se sinta constrangido por seus erros. Nada pode nos ensinar tanto quanto compreendê-los. Este é um dos melhores caminhos para a auto-educação.
 
Thomas Carlyle
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.