Os ratos – parte III

“As cozinheiras diziam que aquilo era bruxaria, e tentam jogar água quente nos ratos”

A esta altura, o Campo do Levante tinha virado um caos, uma grande montanha de ratos, metade da população já havia morrido de peste bubônica, e o hospital de West Camp não comportava mais tanta gente, já que os médicos também morriam. E Desmond tenta colocar um alerta contra a gestão de Vincent, no Campo do Levante, através de Victoria. Os moradores entendem que aquela situação era insustentável, e teriam que invadir a Câmara dos Vereadores e a prefeitura em busca de medidas para matar os ratos.

Walt se junta a Desmond, e também a Kirk e Douglas, e fazem uma frente sanitária, com alguns camponeses, que vai até o Campo do Levante com vassouras e sabão para tentar eliminar a peste de ratos de West Camp. E, nas terras, as coisas também pioravam. Mas, a emergência era no Campo do Levante, que, por seu turno, já se preparava, liderado por Peter, para primeiro invadir a Câmara dos Vereadores, e depois a prefeitura, com o fito de cercar o prefeito para Denis segurá-lo pelo gorgomilo, enquanto Peter lhe dá uns sopapos na cara até sangrar.

O povo do Campo do Levante chega até a Câmara dos Vereadores, mas são surpreendidos. Os inúmeros capangas de Vincent já cercavam tanto a prefeitura como a própria Câmara. Era iminente um confronto brutal entre estas duas formações. E, para espanto geral, começam a entrar ratos, tanto na Câmara, como na prefeitura. Os capangas dão tiros a esmo, o povo do Campo do Levante vai de encontro aos capangas de Vincent para uma verdadeira luta campal, o caos se faz em West Camp.

A luta começa, e os capangas de Vincent levam a melhor. Metade dos bravos do Campo do Levante batem em retirada, a outra metade é estraçalhada pelas forças de Vincent. Em meio disso, os ratos entravam e saíam loucamente da Câmara, alguns capangas são mordidos, os abatidos do Campo do Levante também são mordidos, e logo infectados pela peste bubônica. Vincent é denunciado por alguns sindicalistas ao rei da Inglaterra, mas este não leva a sério o relato, e diz que era tudo era loucura e que isso não existia. West Camp estava abandonada à própria sorte, e então, quem reinava mesmo, era a anarquia.

A frente sanitária ia bem, Desmond consegue colocar os camponeses em vantagem em relação aos ratos. Nas terras, os ratos comiam todo o milho e o algodão. Os casarões de Desmond, Douglas e Kirk estavam já com montanhas de ratos dentro. O Campo do Levante começava a ser limpo. Enquanto isso, Vincent manda metade dos capangas que tomavam conta da Câmara e da prefeitura irem ao Campo do Levante para ver o que estava acontecendo, se havia mais alguma conspiração.

Num trabalho de uma semana inteira, os homens da limpeza do Campo do Levante dão o trabalho por terminado. Mas, dois dias depois, os ratos voltam inexplicavelmente. Os capangas de Vincent, nos dias em que se deu a limpeza, resolvem aguardar de tocaia Desmond, Kirk e Douglas. Isso não havia sido planejado por Vincent, mas eles decidiram capturar os três, e os levarem até seu comandante. E, então, os ratos voltam com força descomunal. A quantidade de ratos que havia no auge anterior do Campo do Levante, triplica, com ratazanas enormes do tamanho de uma tartaruga marinha média. As cozinheiras diziam que aquilo era bruxaria, e tentam jogar água quente nos ratos, nada. Os mendigos, por sua vez, tinham uma certa resistência à infecção, e até se divertiam ao atirar camundongos pro alto, e depois pisoteá-los, quando não brincavam de tiro ao alvo com os camundongos menores.

Denis e Peter não se demovem de fazer a vingança do sangue de Joseph, e tentam ir na surdina, só os dois, mais o mendigo Ringo, que era bem forte, apesar de mal alimentado, e vão de noite até a casa de Vincent. Os detetives entram em contato com eles, e dizem que todos estavam juntos, por ordem de Desmond e Victoria, e que teriam que matar Vincent pela ordem de West Camp. E, de outro lado, a população restante do Campo do Levante já se preparava para uma segunda investida contra a Câmara e a prefeitura, desta vez com o apoio dos camponeses, que também estavam saturados com os desmandos de Vincent. E agora, os ratos já estavam em toda parte nas fazendas, assim como no Campo do Levante.

Vincent manda os capangas voltarem do Campo do Levante imediatamente para reforçar a retaguarda da Câmara e da prefeitura, já prevendo a nova investida que viria contra ele e seus vereadores. O plano de tocaia contra Desmond, Kirk e Douglas, portanto, ficam para uma outra hora, Vincent dá ordens expressas de proteger o poder instituído de West Camp, e que iria às favas com os escrúpulos.

Victoria resolve se tornar a líder do movimento de derrubada de Vincent, e junta o povo do Campo do Levante, mais os camponeses, para um pacto de moralização política de West Camp. Desmond, Kirk e Douglas, enquanto isso, voltam para suas fazendas, e veem um cenário de caos. Os ratos haviam comido toda a plantação deles, e suas casas transbordavam de ratos. No Campo do Levante a coisa também piorava, em relação aos ratos.

Vincent então planeja o assassinato de Victoria assim que o protesto chegasse à porta da prefeitura. Autoriza os vereadores a se retirarem da Câmara, isso para ter mais um álibi para exterminar as forças de Victoria, pois a Câmara seria abandonada para deixar os camponeses e o povo do Campo do Levante achando que tomaram o poder. Vincent era ardiloso, e também planejava sua própria fuga, pois sabia que não resistiria mais muito tempo, mesmo com tantos capangas. Ele tinha a intenção de ir para a Suíça, aonde tinha suas contas bancárias, e rir dos trouxas de West Camp que, para ele, era um lugar que não valia nada, a não ser para a formação de seu patrimônio ilícito que, a esta altura, já era suficiente para não precisar mais se meter em política.

Desmond, já de volta à sua casa, vê sua filha mais velha, Linda, desesperada, dizendo que Philip tinha sido devorado por uma nuvem de ratazanas, os outros irmãos estavam no telhado da casa, amedrontados, e ela, Linda, estava que nem uma louca com uma vassoura, tentando espantar os ratos invasores da casa. Linda chora e abraça o pai, dizia que aquilo era um castigo de Deus, pois ela era carola ao paroxismo, e enxergava tudo como conspiração divina ou do Diabo. Desmond diz para Linda ficar calma que tudo iria melhorar, e que Victoria estava cuidando do fim daquele caos.

Victoria é alvejada na rua por um dos capangas de Vincent, ela é levada rápido para a emergência do hospital, mas não corria risco de morrer. Os camponeses e o povo do Campo do Levante, então, caem na isca de Vincent. Os capangas "não oferecem resistência" à invasão da Câmara dos Vereadores pela população. Neste ponto, Vincent preparava a sua fuga para a Suíça, que não poderia falhar, mas os detetives de Victoria vigiavam cada passo dele, e já sabiam deste plano.

Denis e Peter, junto com o mendigo Ringo, então, pegam Vincent no quintal de sua casa e o espancam. Decidem levá-lo à Victoria que, a esta altura, ainda convalescia no hospital. Desmond vai até a cidade novamente, e fica sabendo que Victoria tinha sido ferida por um tiro, mas que já estava no hospital e passava bem. Desmond veio com Linda e os outros filhos junto, para ver Victoria. Então, Linda se prostra à beira da cama em que Victoria estava deitada convalescendo, e começa a rezar fanaticamente, aos prantos. Nisto, chegam Ringo, Peter e Denis, junto com os detetives, carregando o rebotalho que tinha se tornado Vincent. Desmond sorri.

De outro lado, os vereadores invadem a casa de Vincent, que agora não tinha ninguém tomando conta, e roubam os documentos de Vincent. Decidem descobrir as senhas bancárias de Vincent, e fugirem para a Suíça. Os capangas de Vincent, já sabendo que seu comandante se dera mal, se juntam aos vereadores, e todos fogem em um comboio, já com o plano de roubar a fortuna de Vincent, com uma identidade falsa do mesmo. Pois então, um dos vereadores acha um papel num dos bolsos de uma camisa de Vincent, e descobre as senhas bancárias. O grupo de vereadores e capangas vão à Suíça dividir o butim, e se vão para nunca mais voltar a West Camp.

Victoria volta para casa. Vincent implora o perdão de Desmond, este sorri novamente, e faz um sinal. Vincent morre espancado pelas mãos de Ringo, Peter e Denis. São realizadas novas eleições logo depois, e Kirk Seymour se elege com o apoio de Desmond Wright. A Câmara dos Vereadores é repovoada, desta vez por uma maioria que era do sindicato do Campo do Levante. O Rei da Inglaterra finalmente descobre que os rumores de West Camp era a mais pura e cristalina verdade. Este envia um exército para exterminar os ratos da região. Mas, numa semana, sem explicação alguma, os ratos somem.

Gustavo Bastos, filósofo e escritor.
Blog: http://poesiaeconhecimento.blogspot.com

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.