Ovelha se foi

Estou com minha alma em paz nesta sua partida; aliás, sentimento que se estende aos queridos Camata, Zé Henrique e Jairo Maia

O primeiro baque foi com pessoas próximas e que eu gostava muito, Jairo Maia, Jose Henrique Pinto e, recentemente, Camata, a primeira pessoa a me receber quando vim trabalhar em Vitória nos idos dos anos 70.

Quase todos eles têm uma história em comum. Trabalharam direto comigo nas rádios da vida. Agora foi Ovelha.

Eu estava dirigindo a Tribuna AM quando Aloísio Ovelha apareceu para trabalhar. Zé Henrique e ele faziam a noite da programação.

Na época, Ovelha, um rapazinho de cabelos encaracolados, já contava casos hilariantes. Tive oportunidade de ir para Gazeta AM e, junto com Jairo, conseguimos levar os dois, primeiro Ovelha, depois Zé Henrique. Jairo trouxe também Luis Carlos Peixoto, seu colega na Rádio Espírito Santo por anos.

Não sei bem o motivo pelo qual levei Ovelha, talvez tenha sido mais pelo carisma. Ele sempre foi irreverente, cuidadoso com seu horário. Dificilmente faltava. Morava em Guarapari e vinha e ia todos os dias. Foi assim até seu último dia de trabalho na emissora. Nunca quis morar aqui em Vitória.

Ovelha foi a antítese do locutor de rádio. Não era excelente, mas sabia comunicar e isso me fez apostar nele. Pela insistência poderia ser até referência. E foi.

Depois que sai da Gazeta, Ovelha não esquecia meu aniversário e comentava no ar. Às vezes não ouvia, mas me falavam. A gratidão era uma de suas qualidades, o que poucos têm. Ovelha sofreu muito nestes quase dois anos e fez sofrer quem gostava dele também.

Finalmente partiu. Foi bom para ele, não para nós. Deixou um legado de fidelidade ao trabalho, ao rádio e para os que começam e não sabem ainda o verdadeiro significado de fazer outros felizes através do microfone.

Valeu, Ovelha. Sei que foi bem recebido por um ótimo “pastor”.

Estou com minha alma em paz nesta sua partida; aliás, sentimento que se estende aos queridos Camata, Zé Henrique e Jairo Maia.

 

PARABÓLICAS

Os locutores esportivos podem voltar com força total com a vinda de Loco Abreu para o Rio Branco.

Saul Josias passou dias de férias em Miami, Flórida, depois que saiu da Rádio ES onde fez um bom trabalho.

De péssimo gosto a chamada verão da Litoral FM. Pelo que representa e quem representa, poderia ser melhor

Emocionante a mensagem de voz que recebi do colega Ferreira Neto na noite de 31 de dezembro. Marcou.

 

MENSAGEM FINAL
“Chega um momento em sua vida, que você sabe: Quem é imprescindível para você, quem nunca foi, quem não é mais, quem será sempre!“ Charlie Chaplin

 

ACESSE. www.jrm50anos.blogspot.com - Eu Sou Uma Longa História
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.