Papado

Para que foi essa torcida toda para o Papa ser brasileiro?

 

Na ocasião da eleição Papal, torcíamos muito para que o novo Papa fosse brasileiro, mesmo sendo Dom Odilo meio carrancudo. A igreja não comporta mais isso.
 
Para que foi essa torcida toda para o Papa ser brasileiro? Mudar o quê? Nada a mudar na Igreja Católica. Não importa o posicionamento de cada Papa. Todos terão um posicionamento diferente. Eles são velhos e o mundo se renova. Quer dizer a igreja vai ser assim sempre, meio velha. As posições do novo Papa demonstram isso.
 
Aliás, não sei por que a Globo deslocou o Jornal Nacional pra lá. O jornalismo deles agora tem essa mania. Imagina quando Roberto Carlos morrer. Nessas coberturas vimos a ostentação do Vaticano, vimos as manobras ilícitas daquele lugar. Este Papa lutará pela pobreza neste cenário.
 
O ponto de vista que defende uma América do Sul mais católica é conversa para boi dormir. Ela já o é. Este Papa poderá enfrentar represálias na própria Igreja por ser latino-americano e por ter carisma. Um Papa renunciou. Isso é sério. Foi eleito um novo Papa. Foi um evento festivo, mas deveria ser de mais reflexões.
 
Esse Papa Francisco vem da periferia da cristandade, onde mora a maioria dos católicos e, por isso, pode dar um novo valor a Igreja. Agora, se terá de enfrentar a máfia (figurado), isso faz parte também. Os cardeais vêm claudicando nas escolhas. Esse Ratzinger não era carismático. Deu no que deu.
 
Para mim, o papa latino não muda nada. Assim como não mudaria a África se fosse o Angolano. Religião está ficando motivo de outras notícias, de outras pregações. O caso Maranata, o da Assembleia de Deus, por exemplos. Os evangélicos têm também suas opiniões, seus dogmas e também os seus pecados.
 
Este Papa não poderia nunca ser brasileiro. Por que o Brasil? Por ter uma quantidade enorme de católicos? Não temos direito nem a presidente quanto mais ter um Papa. O último Papa foi João Paulo. Este agora deverá fazer um pouco mais para suplantá-lo. Esperemos o melhor do novo Papa!
 
PARABÓLICAS
 
Falando em Papa, envio um abraço a Rodrigo da Rádio América por ser um profissional consciente e de boa índole.
 
Renato Paoliello, aluno de Eustaquio Palhares e Pedro Maia, continua assessorando Magno Malta com desenvoltura. Bom jornalista.
 
O rádio exerce um fascínio incomensurável nas pessoas. Tenho visto isso sempre, como vejo isto no momento
 
Rodrigo Espíndula foi um dos primeiros DJS do Brasil. Marcou época no início dos anos 80. Hoje tem um perfil no Facebook
 
 
MENSAGEM FINAL
 
O futuro da humanidade está nas mãos daqueles que não são capazes de transmitir às gerações do amanhã, razões de vida e de esperança.
Papa João Paulo II
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.