Radiamadores

Os radioamadores continuam na sua ação principal, aquela de ajudar, informar, localizar, conhecer e explorar as distâncias

Atualmente, não tenho visto ou escutado os radioamadores. Antes a gente sabia de vários, conhecia muitos. Mesmo assim notei que a função persiste e que hoje ainda existe uma rede muito forte.
 
Faço referência a DXFUN Telnet Connection, que reúne radioamadores de vários países do mundo. Acredito que a internet atua junto no processo, talvez como uma aliada, ou reforço no trabalho deles perante planeta. Antes não sabiam que poderiam contar com essa poderosa ferramenta.
 
Para reforçar que eles estão na ativa com todo ímpeto, consegui localizar uma nota de um clube de radioamadores em que dizia:
 
Resolução nº 633, de 14 de março de 2017
 
Atribui a faixa de radiofrequências de 4.910 MHz a 4.940 MHz também ao Serviço Móvel, em caráter primário, mantém a atribuição da faixa de radiofrequências de 4.940 MHz a 4.990 MHz aos Serviços Fixo e Móvel, em caráter primário, destina a faixa de radiofrequências de 4.910 MHz a 4.990 MHz ao Serviço Limitado Privado (SLP), em aplicações de Segurança Pública e Defesa Civil, e aprova o respectivo Regulamento sobre Canalização e Condições de Uso da faixa de radiofrequências
 
Os radioamadores continuam na sua ação principal, aquela de ajudar, informar, localizar, conhecer e explorar as distâncias, sendo este o principal desafio de um radioamador.
 
O nome indica que atuam com rádio, mas é um rádio diferente, emissor principalmente. Não tem nada a ver com o rádio broadcasting. Mas no fundo, alguns falam como verdadeiros locutores, tendo uma voz de excelente padrão.
 
Mas o que ainda continua existindo neles é esse amadorismo altruísta e bonito. Sigam em frente, amigos!
 
PARABÓLICAS
 
A Assembleia já teve uma rádio rodando música e informação em suas dependências, isso quando Adilson Paixão estava por lá.
 
Falando nisso, o Secretário de Agricultura Octaciano Neto é primo de primeiro grau de Gastão Folador, o “rei de Portugal”
 
O rádio AM perdeu muito na Grande Vitória. Emissoras de referência como a Gazeta estão parando no tempo. Só a ES faz por onde e assim mesmo...
 
Olegário Gonçalves, Hino Salvador e Aylor Barbosa, três gigantes do radio, atualmente afastados dos microfones
 
MENSAGEM FINAL
 
"Nada se perde, tudo muda de dono" - tardia reflexão de Lavoisier ao descobrir que lhe haviam roubado a carteira. Mario Quintana
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.